Por: Revista Saber Viver Mais

O jogador concedeu uma entrevista ao jornal “El País”, onde comentou sobre o futuro pós-coronavírus.

Messi sempre foi um “mago” dentro de campo, com um futebol cativante e vibrante, porém fora de campo sempre foi muito introspectivo e de pouco dialógo. Porém nessa entrevista, o dono de seis prêmios de Melhor Jogador do Mundo da FIFA, deixou a introspecção de lado e falou o que acha sobre a pandemia e o que ele acha do futuro do futebol e da vida em geral.

A ser questionado sobre o que achava  sobre o futuro do futebol o jogador respondeu: “O futebol, como a vida em geral, não voltarão a ser iguais. Mais do que o confinamento e da situação que nos pegou de surpresa, muita gente mesmo ficou realmente mal porque isso tudo os afetou de alguma maneira, como aconteceu com todos aqueles que perderam os seus familiares e amigos e nem puderam se despedir”, declarou ele

“Creio que aconteceram muitas coisas negativas nesta crise, mas não pode haver pior que perder as pessoas que mais ama. Isso me cria uma frustração enorme e me parece o mais injusto de tudo”, completou Messi

Mas quem pensa que o jogador ficou parado durante  a pandemia está engado! Messi cortou 70% do salário e bancou junto com os jogadores a ajuda para os funcionários do time. Em outra ação, durante a pandemia ele  doou 5,4 milhões para hospitais da Angentina e Espanha.

A previsão é que o jogador volte a jogar logo, a partir desta segunda-feira (1º), os clubes da Espanha estão liberados a realizarem treinos coletivos, a previsão é que as partidas recomecem em 11 de junho.

Com informações: Ofuxico

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS