Por Dra. Pâmela Terra

Entenda o conceito: As duas principais fontes de energia para as nossas células são glicose (açúcar) e gordura (ácidos graxos).

Havendo fornecimento de glicose constante, a mesma é usada primariamente como fonte de energia. Quando a glicose “acaba”, o corpo passa a oxidar mais gordura para a produção de energia. (Um tanto quanto lógico).

Parte dessa gordura é convertida, pelo fígado, em corpos cetônicos – moléculas pequenas que podem ser utilizados como fonte de energia pelosneurônios e pelo coração, por exemplo. 

É isso que acontece no jejum, seja no intermitente, seja nas horas de sono. Todo mundo acorda em “cetose”, mesmo que num grau bem leve.

Bom, a partir desse conceito, diversas estratégias foram traçadas para manter a cetose por mais tempo, seja para potencializar o emagrecimento, ou para controle de algumas doenças, RI, doenças neurodegenerativas, articulares, câncer etc. 

A teoria cetogênica seria linda se não fosse trágica pela ignorância… 

Leia mais: Você sabe o que é um espalha rodas? Ele acaba com sua energia!

– Quando há formação de corpos cetônicos é EVIDENTE que as gorduras estão sendo oxidadas. Tais gorduras podem ser das SUAS RESERVAS ou daquelas ingeridas pela DIETA. Logo, comer quilos de gorduras para entrar em cetose e emagrecer pode sair pela culatra, afinal a ingestão calórica vai subir muito. (Reflita)

– Viver de ovos, bacon, salame, presunto, carne gorda e queijos pode até te deixar em cetose, mas vai custar saúde. (Siga refletindo).

– É completamente possível oxidar mais gorduras comendo um pouco menos de carboidrato sem atingir a cetose.

– A dieta cetogênica é comprovadamente eficaz em epilepsia refratária, tendo, inclusive, sido desenvolvida originalmente para esse fim. Enxaquecas, que têm algum parentesco com epilepsia, também parecem se beneficiar do estado cetogênico. (Estou testando em mim, depois conto! 

– Até que a cetose de fato aconteça, você vai ter alguns sintomas negativos como dores de cabeça, fadiga, fome, mau humor e sono prejudicado. Após alguns dias, esses sintomas “desaparecem”, seu corpo se adapta a essa condição e TUDO MELHORA, inclusive sua fome, pois os corpos cetônicos inibem o apetite. 

A estratégia cetogênica requer individualidade e acompanhamento de PERTO!

Converse com seu nutricionista! 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Pamela Terra
Nutricionista Funcional - Clínica e Esportiva