A fotografia de um enfermeiro e seu paciente que lutou contra o COVID-19 se tornou viral nas redes sociais. Muitas pessoas ficaram comovidas com a imagem.

María Martinez Morales, filha do paciente, queria contar a história por trás disso e o fez no site La Vanguardia . Em sua publicação disse que o nome de seu pai é Juan Miguel Martinez e ele tem 53 anos.

Em 24 de março, Juan Miguel entrou no Hospital Bellvitge, onde soube que tinha pneumonia bilateral por coronavírus. O homem não tinha doenças subjacentes. No dia seguinte, ele estava na UTI e, cinco depois, intubado. Ele passou 55 dias sedado.

“Após 111 dias, ele deixou o hospital e entrou no centro de saúde social Hestia Duran i Reynals para recuperar a mobilidade que perdeu devido à imobilização durante o período em que foi internado na UTI.”

“A primeira vez que fui vê-lo na UTI, ele apenas mexeu os dedos e foi ao posto social de saúde sem conseguir se levantar”, disse María.

Em seguida, a filha quis confidenciar que o abraço da imagem viralizada é entre o pai e o enfermeiro Marc que “estava curando e cuidando dele”.

“Na foto você pode ver como o Marc pediu ao meu pai que se levantasse para se despedir dele (ele ainda tem dificuldades) e assim se fundisse em um abraço sincero. Providenciaram que meu pai voltasse para uma visita, mas dessa vez caminhando ”, disse.

María Martinez também aproveitou seu espaço em La Vanguardia para agradecer: “Queremos agradecer-lhe de todo o coração (também à assistente, Carmen, que lhe proporcionou bons momentos)”, escreveu.

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS