A empresa Sinovac Biotech Ltd, disse que sua vacina contra o coronavírus é segura e capaz de provocar uma resposta imune de testes em humanos, sugerindo o potencial da injeção na defesa contra a infecção do novo coronavírus.

Vacina da companhia sediada em Pequim, chamado CoronaVac, não causou efeitos colaterais graves em mais de 90% das pessoas que receberam a injeção. Elas tiveram formação de anticorpos neutralizantes em um intervalo de duas semanas após a inoculação.

As conclusões preliminares vêm dos ensaios de fase I e II na China. Um total de 743 pessoas saudáveis ​​com idades entre 18 e 59 anos receberam injeções em dois horários ou um placebo. Mais dados serão descobertos de outro grupo no julgamento que recebeu tiros em um intervalo de 28 dias. O Sinovac planeja publicar seus resultados em revistas acadêmicas, de acordo com um porta-voz da empresa.

Usando uma versão morta do coronavírus, a vacina de Sinovac está entre as cinco doses experimentais chinesas que atingiram o estágio final crucial dos testes em humanos antes de serem aprovadas para uso público. A empresa anunciou uma parceria este mês com o Instituto Butantan para conduzir seu estudo de fase III no Brasil, onde o novo patógeno causou o segundo maior surto de uma pandemia global que até agora infectou mais de 7,7 milhões de pessoas e matou mais de 428.000.

Como os bloqueios e as medidas de distanciamento social ajudaram a manter baixas as taxas de infecção em muitos países, alguns dos principais esforços mundiais de vacinas estão tentando realizar um estudo de fase III em surtos ativos para avaliar a eficácia de suas vacinas.

Texto originalmente publicado no bloomberg, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS