Sair para tomar algumas cervejas para refrescar e jogar conversa fora depois do trabalho é muito comum em todo o mundo, mas não há como negar que depois de uma noite de bebedeira o maior temor vem pela manhã: a ressaca

Dor de cabeça, fadiga ou tontura, você já está se lembrando da última vez que tomou. Certamente você não gostou do sentimento!

Mas tudo pode mudar agora que, na Universidade Federal dos Urais , localizada em Ecaterimburgo, na Rússia, um grupo de verdadeiros gênios finalmente criou uma cerveja que não produz a ressaca odiada e podemos desfrutar de uma cerveja borbulhante sem medo de parecer zumbis no dia seguinte.

O estudo publicado no site oficial da instituição de ensino diz que um grupo de cientistas procurou uma maneira de desenvolver uma cerveja que não causasse ressaca, mas também que é benéfica para a saúde. Isso ocorre porque eles adicionaram vitaminas e minerais.

Da equipe de pesquisadores, a professora Elena Kovaliova contou qual era o processo para alcançar o resultado dessa cerveja sem ressaca. Como se destaca, eles selecionaram os modos e condições para prepará-la, especialmente o cuidado com a temperatura , pois as propriedades da levedura foram modificadas e os aditivos de sabor foram utilizados.

Além disso, a porta-voz disse que trabalha em paralelo com colegas da Universidade ITMO em São Petersburgo, para “considerar a possibilidade de usar raízes das algas kudzú e chlorella” , a fim de reduzir os efeitos tóxicos da cerveja. Além disso, esses novos elementos têm um custo baixo, portanto você não precisaria pagar mais para consumir este produto.

Kovaliova terminou dizendo que “em outras palavras, como resultado de nosso trabalho, a cerveja se torna um produto funcional” , acreditando que, alterando a composição da cerveja já conhecida, poderíamos encontrar uma bebida realmente benéfica.

Se você é um amante da cerveja, mas não pode se dar ao luxo de ter outra ressaca terrível, precisará unir forças para que esta bebida seja vendida em breve e, portanto, só veja rostos felizes no dia seguinte no trabalho.

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS