Por: Pâmela Terra Nutricionista

Mascavo, demerara, branco, cristal, orgânico, de coco, de maçã, de beterraba… não importa, é tudo açúcar.

“Ué nutri, mas o açúcar de coco não é mais natural por ser do coco?”

Aí eu que te pergunto: De onde vem o açúcar branco de mesa? Não vem da cana? Também é natural, não?

Pois bem, independente da origem, a resposta metabólica – glicêmica dentro do nosso corpo é a mesma.

A minha dica para vocês é: reduza o consumo aos poucos. O desmame do paladar doce está justamente nas quantidades, e não no “tipo de sabor doce”, entende? De que adianta tirar o açúcar branco e substituir pelo de coco? Ou por adoçantes? O cérebro está reconhecendo o sabor/paladar doce do mesmo jeito.

Raciocine comigo: se você adoça o seu café de manhã, o seu suco na hora do almoço e o seu café a tarde, deixar de adoçar o suco, por exemplo, já vai significar 33,3% de redução! Para mim isso é extremamente significativo!

E mais, se você já deixou de adoçar o suco, migrar para o chá ou café é um pulo!
Vamos seguir o raciocínio falando agora em colheradas de açúcar: se você adoça 3 cafés por dia com 2 colheres de açúcar cada, passar para 1 colher de açúcar em cada café representará 50% (CINQUENTA) por cento de redução!!

Imagina reduzir 50% do seu salário? Significativo ou não??

Portanto, meus amores, comece hoje a reduzir o açúcar da sua vida e me conte daqui a 6 meses ok?

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS