Quando o professor da escola primária, Zane Powles, ouviu falar de paralisações devido à pandemia, ele imediatamente pensou nos alunos que dependiam das escolas para as refeições da tarde.

O professor assistente da Western Primary School, em Grimsby, Inglaterra, imediatamente entrou em ação e encontrou uma solução única para garantir que seus alunos não passassem fome. “Meu primeiro pensamento foi como vamos conseguir refeições para nossos alunos”, disse ele ao Good Morning America . “Temos famílias vulneráveis ​​que precisam de ajuda, então tivemos que elaborar um plano”. A solução dele? Mapeou onde os alunos que dependiam dos almoços escolares gratuitos e decidiu caminhar oito quilômetros por dia para entregar-lhes refeições gratuitas.

De acordo com o Independent , desde que o bloqueio foi imposto, Powles tem transportado enormes mochilas cheias de refeições escolares que pesam mais de 17 kilos, para pelo menos 78 alunos todos os dias. Antes de partir para a viagem de quase três horas pelo bairro, ele empacota as refeições preparadas pela equipe da cozinha da escola em várias sacolas presas aos braços, costas e peito. “Até o final desta semana, andarei mais de 160 quilômetros. Estou feliz por poder contribuir e fazer minha parte”, disse ele.

Powles que é um ex-soldado também usa essas corridas diárias para verificar como estão seus alunos em meio à pandemia. Depois de deixar o almoço embalado – que inclui um sanduíche, dois pedaços de frutas, batatas fritas e sobremesas – à sua porta, Powles bate à porta e espera na calçada ou no jardim até os alunos pegarem as refeições. “As crianças estão realmente felizes em me ver acreditem ou não, até quando entrego a tarefa de casa “, disse ele sobre a reação dos alunos ao receber trabalhos de casa junto com as refeições. “É ótimo porque posso garantir que todas as nossas famílias estejam bem e manter essa conexão com a escola para as crianças”.

Powles explicou que ele teve a ideia depois que a administração da escola achou que não seria prático que as famílias fizessem as refeições patrocinadas pelo estado no campus. Enquanto ele sai a pé para entregar as refeições, o professor Kim Leach e outro professor se revezam para entregar 25 almoços adicionais de carro para quem mora mais longe em uma viagem de ida e volta de 24 quilômetros todos os dias. “Os pais e as crianças chegam à janela ou à porta para acenar e dizer olá, alguns pais querem conversar um pouco – acho que sou o único contato adulto que eles conseguem conversar alguns dias”, disse Powles.

“Um dos meus alunos correu para a porta com os pais outro dia e disse: ‘O Sr. Powles está aqui, ele salvou o mundo’, o que foi adorável de ouvir. Você pode dizer o quanto isso significa para os pais e filhos. Está escrito nos rostos deles “, revelou. “Normalmente sou uma pessoa bastante reservada, então toda a atenção é meio embaraçosa, mas todos estamos apenas fazendo nosso trabalho – o bem-estar de nossos alunos é nossa principal prioridade e estamos fazendo o melhor que podemos” ele adicionou.

“É um grande esforço de equipe, com certeza. Parece que estou fazendo o trabalho duro, mas na verdade não sou só eu, os outros professores também dirigem para entregar refeições às crianças que moram mais longe, chamamos as famílias a cada semana para garantir que eles estejam bem, preparamos e embalamos os almoços todos os dias “.

Texto originalmente publicado no Scoop Upworthy, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS