Devido à pandemia de coronavírus, milhões de estudantes de todas as idades ficaram sem aulas em grande parte do mundo. Muitos desses alunos não conseguiram se adaptar à modalidade virtual por não terem Internet ou a tecnologia necessária.

São cada vez mais conhecidas as histórias de cada vez mais professores que se esforçam para transmitir seus conhecimentos e não abandonam seus alunos nesses tempos difíceis, ações que não apenas demonstram sua vocação, mas também dão esperança.

Uma protagonista dessas histórias é Miriam Mabel Lera, professora do segundo ano da Escola Intercultural Bilíngue No. 10, na comunidade Diaguita-Calchiquí de Amaicha del Valle, Argentina. Miriam percebeu que nem todas as crianças de 7 anos têm acesso à Internet ou telefones celulares e foi quando ela decidiu agir.

“Quando a quarentena começou, como todos os professores do país, ficamos sabendo como manteríamos o vínculo com as crianças. Não fechei a questão do WhatsApp porque se conhece a realidade dos meninos, conhecemos as famílias e as condições em que vivem, por isso não foi fácil para mim passar na aula por vídeo e baixá-lo, sei que a maioria deles não têm telefone celular ”, disse Miriam em diálogo com a Antena 2.

“Eu disse ao chefe da comunidade que ele queria ver como eu posso ensinar através do rádio, o rádio tem a maioria. Notifiquei os pais e começamos os primeiros dias de abril e felizmente bem. Falo com as crianças e a família como se estivessem olhando para mim, também dou a elas brincadeiras com a música que eles gostam ”, disse ele.

Miriam tem 38 alunos no total e, vendo que a estratégia de rádio foi bem recebida pela comunidade, mais professores aderiram ao uso dessa metodologia. Graças à idéia de Miriam, o rádio se tornou uma ferramenta fundamental para professores, alunos e suas famílias.

“Conseguimos neste momento e desta forma avançar no aprendizado e não cortar o elo. O melhor é que muitas pessoas mais velhas nos ouvem e nos dizem que também estão aprendendo “, disse o professor.

Miriam mostra que professores com vocação são capazes de fazer qualquer coisa para fazer com que seus alunos continuem seus estudos.

Texto originalmente publicado no Nation, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS