O nascimento de um bebê é uma bênção indescritível e se deve aproveitar muito essa ocasião única e especial.

Para o escrivão da Polícia Civil, Ricardo Vilaverde e sua esposa Priscila Valverde, foi um misto de emoção e surpresa, o nascimento da pequena Clarice, que não quis esperar muito para vir ao mundo.

Priscila estava de 38 semanas, quando começou a sentir as contrações muito fortes, e não restou outra opção para Ricardo senão realizar o parto da filha dentro da própria casa.

“O parto aconteceu muito rápido em casa, estávamos a noite sem nenhum sinal que entraria em trabalha de parto, mas 1h começou as contrações. Entramos em contato com a médica, íamos para o hospital, mas foi tudo tão rápido que a única coisa que podia ser feita era o parto em casa”, contou o escrivão.

Logo após o policial chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que cortou o cordão umbilical e verificou que a criança estava bem, e levou mãe e filha paro o hospital para passar por exames.

Para Ricardo esse dia dos namorados foi muito especial: “Foi o melhor presente, para mim e para a minha esposa”, disse.

Ricardo ainda lembrou que dias antes a esposa brincou com a possibilidade de ter a filha em casa, falando que poderiam pedir para chamar alguém para preparar o parto dentro de casa. “A gente precisa tomar cuidado com o que deseja”, brincou o policial

Com informações: G1

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS