O vínculo gerado entre um animal e a pessoa que lhe deu uma segunda chance de viver é gigante . Você não pode quebrar por nada. Passa por todos os obstáculos que estão no caminho. Vai além da morte . Se você estava em dúvida sobre isso, leia esse texto e entenda.

Uma girafa se despediu com um terno beijo de seu cuidador. Ele tem câncer em estágio terminal. Ele não queria sair deste mundo sem despedir de sua companheira que ele salvou da morte. Seria a última vez que se veriam. Foi uma despedida emocionante.

Mario Ejis, 54 anos, foi em uma maca ao zoológico Diergaarde Blijdorp, em Rottherdam, na Holanda, para visitar o animal. Ele a criou desde que ela era pequena. Ele se preocupou com sua comida, bem-estar e segurança por mais de 25 anos. Ele a amava como uma filha.

A seriedade de sua condição o impediu de sair de casa andando . Ele ficou triste ao pensar que nunca mais a veria, mesmo que apenas uma vez. A Ambulance Wish Foundation foi responsável por proporcionar essa reunião.

Mario viajou para as instalações na companhia de voluntários da fundação. Ele conseguiu realizar seu sonho, informou o El Comércio.

Mas ele não se despediu só da sua antiga amiga, mas também as outras girafas em jardim zoológico. Ele cuidou delas por mais de duas décadas. Eles o reconheceram imediatamente e o cumprimentaram. O homem estava cheio de amor.

O vídeo foi capturado por um dos presentes. Você pode ver a maca onde Mario está deitado perto da cerca que separa os visitantes dos animais . As girafas vieram, mas uma em particular ficou ao seu lado.

O registro foi preenchido com comentários tocantes para ambos. Eles os parabenizam por seu relacionamento. “Uma bela história de amizade e carinho”, “a girafa imediatamente reconheceu seu amigo”, “este é o amor mais puro que existe”,  eram alguns.

Confira este momento de ternura vídeo abaixo:

A relação entre um animal e seu humano é uma das mais belas e fortes que existem. Apenas um olhar é suficiente para se conectar . Mario cumpriu seu último desejo antes de morrer . Uma bela história de amizade que merece ser contada.

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS