Um garoto de 10 anos na China brincava perto de um lago e acidentalmente desenterrou  um ovo fossilizado que levou à descoberta de um ninho de dinossauro muito raro, com 66 milhões de anos. A descoberta é apenas a mais recente em uma cidade que ficou famosa por seu número de descobertas de dinossauros, especialmente ovos fossilizados.

A descoberta foi feita na cidade de Héyuán, na província de Guangdong. Zhang Yangzhe estava brincando em um aterro, perto do rio Dong, sob a supervisão de sua mãe quando ele fez a descoberta. De acordo com Ladbible “ele estava tentando encontrar algo que pudesse quebrar nozes abertas”. Zhang adora ciência e sempre foi fascinado por dinossauros, então essa foi a descoberta de uma vida.

Pedra estranha

Enquanto cavava no solo, o garoto viu uma “pedra estranha”, a pedra estava enterrada no solo vermelho e ele a desenterrou com muito cuidado. O Daily Mail relata que “a princípio ele pensou que a rocha tinha” círculos “em sua superfície”. Sua primeira impressão foi de que poderia ter sido um pedaço de cimento.

Após uma inspeção mais aprofundada, ele sabia que era algo incomum e suspeitava que era um ovo de dinossauro, com base em sua forma particular. Ele disse à mídia local que “eu aprendi esse conhecimento nos livros e no corredor cultural da escola”, relata Ladbible . Ele e sua mãe, Li Xiaofang, concordaram que ele poderia ter encontrado um ovo de dinossauro e entraram em contato imediatamente com o museu local sobre a descoberta, e ambos ficaram de guarda no local até os especialistas chegarem ao local e o garantirem.

O vídeo abaixo, mostra imagens da cenas descoberta.

Ninho de ovos de dinossauro

Especialistas confirmaram imediatamente que a pedra estranha era um ovo fossilizado. Nos dias seguintes, eles começaram a escavar o local onde Zhang fizera sua descoberta.

Durante a escavação, eles encontraram mais dez ovos idênticos ao descoberto pelo estudante. Eles determinaram que Zhang havia encontrado um ninho de dinossauro porque todos foram desenterrados em uma pequena área. Os fósseis têm aproximadamente 9,1 cm de diâmetro.

Lar dos dinossauros

‘A descoberta de um ninho de dinossauro raro não é incomum na cidade de Héyuán, que tem uma população de três milhões de habitantes. Houve inúmeras descobertas de fósseis de dinossauros e especialmente ovos. Segundo o Sol , por causa das descobertas, ‘Héyuán ficou conhecido como a “Lar dos dinossauros” da China.

A primeira grande descoberta de ovos de dinossauro foi em 1996, também perto do rio Dong, onde o estudante fez sua descoberta. Em 2015, trabalhadores que colocavam canos de esgoto encontraram um lote de mais de 40 ovos. O Daily Mail relata que “mais de 17.000 deles foram desenterrados na cidade”. Mais de 10.000 deles estão agora armazenados ou expostos no Museu Héyuán local. Sua coleção de ovos pré-históricos fossilizados é considerada uma das mais extensas do mundo.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, outra descoberta significativa de dinossauro foi feita por um estudante nesta semana. Harrison Duran, um estudante universitário da Universidade da Califórnia, obcecado por dinossauros desde a infância, descobriu o crânio parcial de um tricerátopo de 65 milhões de anos na Hell Creek Formation, em Dakota do Norte.

Washington Post relata que um molde do crânio será feito e exibido na universidade para que Duran possa compartilhar sua descoberta com a comunidade do campus.

Mais pesquisas sobre os ovos

Os pesquisadores na China agora estão tentando determinar quais espécies de dinossauros depositaram os ovos, dezenas de milhões de anos atrás. A notável descoberta de um ninho de dinossauro ajudará os especialistas a entender melhor as criaturas pré-históricas imediatamente antes de sua extinção. Um dia, o garoto pode ter a satisfação de ver sua descoberta em exibição no museu local.

Texto originalmente publicado no Acient Origins, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Bem Mais Mulher

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS