Por: Saber Viver Mais 

Para muitos brasileiros a pandemia trouxe além do medo o desemprego, hoje no país são mais 12 milhões de desempregados. Entre esses milhões está Alessandro Magno, de 25 anos, um paraense que encontrou como solução para garantir o sustento da família começou a fazer entregas.

Alessandro realiza as entregas de bicicleta pelas ruas de Belém, entretanto ele tem que levar junto a filha de 4 anos, por não ter com quem deixa-lá.

Imagem que viralizou

A imagem que viralizou na internet foi registrada no dia 22 de julho, a cena teve tanto alcance que muitas pessoas se sensibilizaram e o entregador recebeu várias doações de todo pais. Ele também ganhou uma oportunidade de uma entrevista de emprego na capital paraense.

Desemprego

Até março desse ano Alessandro estava trabalhando em um restaurante como auxiliar de cozinha, com a pandemia o restaurante fechou as portas e a única renda da família ficou sendo da esposa que trabalha e um supermercado.

“Eu cheguei em casa e disse: ‘Amor, tô desempregado. Bora orar pra nada nos faltar. Você não pode ficar desempregada”, conta Alessandro, que a partir de então ficou responsável por cuidar da filha para que a mulher pudesse continuar trabalhando.

A filha do casal estudava de manhã e a tarde ia para a casa dos pais de Alessandro. Porém houve a suspensão das aulas e os avós da menina contraíram a Covid-19.

Entregas

O paraense conta que a maneira de não passar necessidade foi começar a realizar entregas por uma aplicativo de bicicleta.

“Foi a forma que achei de ajudar em casa para não faltar nada pra minha filha”, conta Alessandro. Ele conta que mesmo com todo o esforço ainda chegou a passar necessidade.

“Teve um dia que cheguei em casa sem fazer uma só corrida. E minha filha disse: ‘pai, quero banana’. Eu pensei: ‘Deus vai prover’. No mesmo dia, um amigo pediu pra fazer um serviço no celular. Com o dinheiro, fomos comprar comida. Ela veio muito feliz! Eu, como pai, não quero deixar faltar nada pra minha filha”, afirma.

Vaquinha virtual

A história de Alessandro viralizou nas redes sociais, muitas pessoas entraram em contato para ajudá-lo, foi feito uma “vaquinha” virtual para a arrecadação de doações para ajudar Alessandro e a sua família.

“Quero agradecer a todas as pessoas que estão me oferecendo ajuda. Uma moça da Inglaterra me ofereceu ajuda e depositou dinheiro. Fui chamado para fazer entrevistas de emprego”, relata.

O entregador disse que vai utilizar o dinheiro das doações para comprar alimentos, começar a construção de uma casa e investir no futuro da filha.

Com informações: G1

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS