Renata Freydin e seu marido David Caldwell estavam felizes, um pouco preocupados e muito cansados. Após uma gravidez cheia de complicações, os pais pela primeira vez viram como seu filho Zayne chegou ao mundo 10 semanas antes do previsto.

Embora seu filho não tivesse tantas complicações, a criança precisou estar em uma incubadora até conseguir o tamanho e peso certos para poder voltar para casa, o que significava morar no hospital para ele e seus pais.

Os dias no hospital passaram devagar, não havia muito o que fazer, exceto acompanhar a pequena Zayne e esperar que o bebê conseguisse sair da situação em que estava. Para matar o tempo e o tédio, os pais da criança começaram a ver fotos de quando eram bebês para ver e comparar com o novo filho . Foi nesse minuto que a internação passou de chata para algo incrível.

“Como muitos de vocês sabem, nosso filho nasceu 10 semanas antes no hospital St. Peters e está na UTIN desde então (a propósito! O que alguns de vocês talvez não saibam é que o pai dele (meu namorado incrível), também nasceu prematuro com seis semanas antes no mesmo hospital!”, Renata escreveu em um post no Facebook.

Quando viram as fotos do pequeno David e as compararam com Zayne, encontraram muito mais semelhanças do que esperavam . Ambos estavam no mesmo hospital, mas eles já sabiam disso. Os dois pareciam bonitos, o que também era esperado, afinal eles são pai e filho.

O que eles não esperavam era ver a mesma enfermeira que havia ajudado David há mais de 30 anos – quando ele acabara de nascer – a cuidar de seu novo filho prematuro.
“Enquanto olhava, encontrei uma foto dele quando bebê e uma mulher que o segurava. Eu conhecia aquela senhora! Perguntei-lhe imediatamente quem ela era e ele confirmou que ela era a enfermeira que cuidava dele durante sua estadia na UTIN e que sua mãe a amava tanto que ele precisou de uma foto das duas no dia em que recebeu alta. Bem, a razão de eu a conhecer é porque jurei que ela era a enfermeira que cuidava de nosso bebê nos últimos três dias!” Escreveu a mulher.

“David não acreditou em mim. Trouxemos a foto para o hospital, onde três outras enfermeiras confirmaram que era ela! Ontem (Dia dos Namorados) ela estava de volta ao trabalho e cuidando de nossa pepita novamente, então tivemos que recriar a imagem . As últimas duas semanas foram cheias de preocupações e incertezas, mas podemos respirar tranqüilamente sabendo que minha enfermeira é a mesma pessoa que ajudou o homem que eu amo quando eu estava na mesma situação ”, acrescentou.

O post de Renata se tornou viral em minutos. Mais de 46.000 pessoas gostaram de sua história, desejaram-lhe sorte com seu bebê prematuro e aplaudiram o trabalho e a dedicação da enfermeira que há 30 anos ajuda crianças como Zayne e David a superar seus problemas e seguir em frente com suas vidas.

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS