Rene Johnson contraiu o COVID-19 e foi internado na unidade de terapia intensiva do Catholic Medical Center, em Manchester, Inglaterra, para tratamento. Mas seus cinco filhos não foram autorizados a visitá-lo.

Apesar de não poderem acompanhá-lo fisicamente, eles vigiavam de um parque ao lado do hospital, onde podiam ver a janela do quarto de seu pai.

“Todos os dias, tentamos fazer algo diferente. Ontem de manhã, meu irmão e eu fomos tomar café da manhã no parque para nos sentirmos próximos de nosso    pai “, disse a filha de Johnson, Angela Daneault, segundo a 9News .

Mas o distanciamento social não só doeu naquele momento, mas também de um modo muito mais difícil: quando as enfermeiras tiveram que notificar que René veio a óbito para seus filhos. Elas fizeram isso através de cartazes pela janela. “Ele está em paz” e “Lamentamos muito”, elas escreveram. Não havia outra escolha.

“Dissemos a todos os nossos pacientes o quanto os amamos e que estamos aqui para ajudá-los”, disse a enfermeira Kaitlyn Kerrigan. O gesto amável tocou tanto a família de Johnson que eles decidiram continuar a vigília lá fora.

Eles dizem que querem ajudar a melhorar o humor das enfermeiras que cuidaram do pai moribundo e, ao mesmo tempo, ajudar outros pacientes dentro do hospital.


CNN

“Eu realmente quero fazer isso para homenagear essas enfermeiras. Elas foram além – disse Kevin, filho de Johnson.


CNN

A presença da família lá fora tornou-se um ponto de interesse para a equipe do hospital. “Todo mundo vinha por sua vez e dizia: ‘A família está lá fora?’ E todo mundo estava indo para a janela e acenando ”, disse a enfermeira Lynn Harkins.

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS