O governo chinês já proibiu “matadouros” de animais e cães exóticos, mas infelizmente isso faz parte de sua cultura. É assim que alguns desses locais ainda são mantidos, administrados por pessoas que não desenvolveram nenhum tipo de afeto por essas espécies.

A verdade é que existem pessoas que lutam por animais, e procuram sensibilizar as pessoas sobre o consumo desse animais.

Um deles é o artista Pian Shan Kong, que se tornou um ativista conhecido  na luta contra o consumo de cães em seu país. Segundo a Libera Animal Association , ele geralmente viaja por toda a China levando sua mensagem.

Para que isso aconteça, ele expõe sua pele e se tranca em uma gaiola em frente aos matadouros, tentando transmitir de sua humanidade o que cada um desses pobres cães sofre.


Pian Shankong tem viajado a China em campanha Foto: Reuters

Aos 47 anos, ele despertou a consciência de muitos e deixa claro que nunca é tarde demais para se melhorar. Mas esta é uma luta forte, porque, além da “tradição”, é um negócio lucrativo que certamente por ganância não desejará sair.

Isso ocorre porque o consumo de carne de cachorro neste país remonta a milhares de anos, tornando esse absurdo socialmente aceitável.

Embora não seja por isso, devemos cair em estereótipos, porque nem toda a China consome esse animal de estimação. Alguns povos decidiram seguir em frente e esquecer esse hábito de maus-tratos, que por sorte entraram na ilegalidade.

Havia rumores sobre a criação do coronavírus, alguns disseram que veio do consumo de morcego.

Isso nos alerta sobre os danos causados ​​pela ingestão desses tipos de animais que não possuem cuidados agrícolas e qualidades nutricionais. A natureza já enviou um sinal ao mundo e ativistas como Pian Shan Kong ainda estão lutando, isso diz às populações que elas estão erradas e devem mudar.

Trancar-se em uma gaiola não é a única coisa que ele faz para combater esse negócio, ele também geralmente se ajoelha e pede perdão à natureza por esse tipo de ato desumanizado. Embora ele seja chamado de ridículo e ameaçado, ele não desiste porque sabe que está lutando por algo que está certo, pessoas boas nunca podem ser as vítimas.

Espero que sua mensagem chegue a mais e mais pessoas e elas reflitam sobre suas ações, é sempre um bom momento para mudar e ser uma pessoa melhor.

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

Imagem capa: Facebook/Asociación Animalista Libera

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS