Por: Revista Saber Viver Mais

Em comunicado, o Intituto de Israel para a Investigação Biotecnológica, do Ministério da Defesa, fez um anuncio onde afirma ter desenvolvido um anticorpo para o coronavírus.

Agora intenção é produzir em escala comercial, por isso prepara a patente para então entrar em contato com empresas farmacêuticas.

Anticorpo neutraliza o vírus

Em um comunicado oficial, o Instituto de Israel , assegura que o anticorpo ataca e neutraliza o vírus nas pessoas infectadas com o Covid-19.

“De acordo com os pesquisadores, liderados pelo professor Shmuel Shapiro, a fase de desenvolvimento do anticorpo foi concluída”, acrescenta a nota.

Naftali Benet, ministro da Defesa de Israel, disse que a pesquisa desenvolvida é uma “grande conquista”. ” Estou orgulhoso do pessoal do Instituto de Biotecnologia por esse avanço. A criatividade e o pensamento judaico atingiram grande resultado”, disse o ministro na nota.

Altos cargos do setor da defesa e da segurança israelita disseram que a descoberta é a “primeira desse tipo em nível mundial”.

O digital Times of Israel, que afirma que no mundo existem cerca de uma centena de equipes com investigações em curso à procura de uma vacina para o novo coronavírus, entretanto são somente uma dezena que estão neste momento, em fase de testes em seres humanos.

O Instituto para a Investigação e Biotecnologia de Israel dedica-se, entre outras atividades, a investigar armas químicas, procurando antídotos contra novas substâncias.

O jornal Haaretz já em março havia noticiado que o Instituto havia conseguido avançar nas investigações sobre a vacina, porém na época o Ministério da Defesa desmentiu ferozmente a informação.

Dados da Universidades Johns Hopkins, nos EUA, informa quem 16.268 casos do novo coronavírus já foram contabilizados em Israel, com 10.223 pacientes recuperados e 237 óbitos.

Com informações:Agência Brasil“>Agência Brasil

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS