Às vezes, as origens mais humildes dão lugar às pessoas mais extraordinárias. A vida de Freddie Figgers é um exemplo claro disso, nenhuma parte da história de vida de Freddie Figgers é comum.

Com alguns minutos de vida, o então recém-nascido foi abandonado pelos pais perto de um lixão. Felizmente, ele foi encontrado a tempo pelos socorristas que o levaram a um abrigo.

Anos depois, o garoto foi adotado por Nathan e Betty Figgers, que lhe deram um lar e nutriram seus talentos desde tenra idade. Freddie prosperou e alcançou metas e que ninguém achou possível.

Aos 10 anos, o prodígio já estava desmontando e remontando computadores. Aos 12 anos, ele conseguiu seu primeiro emprego consertando computadores. Com 15 anos, ele começou a desenvolver um banco de dados em seu quintal e se tornou seu próprio chefe.

Dono de uma mente privilegiada e focado em um objetivo específico, Freddie decidiu não terminar seus estudos universitários e trabalhar na fundação de sua empresa.

Ao final de invenções e trabalho árduo, antes dos 30 anos, tornou-se proprietário das empresas Figgers Communications e Figgers Wireless, avaliadas em 62,3 milhões de dólares.

Com isso, Freddie se tornou o proprietário da empresa de telecomunicações liderada por uma pessoa negra do mundo. Mas esses números e conquistas não subiram à cabeça de Freddie.

Conhecendo suas origens humildes, o homem decidiu concentrar seus negócios ajudando as pessoas. Especialmente em tecnologia e como ela pode ajudar pacientes com doenças graves como Alzheimer ou diabetes.

Por exemplo, sua habilidade com a tecnologia foi cruzada com a necessidade de ajudar seu pai com Alzheimer, então ele inventou sapatos com GPS e interfones para conversar com ele e saber sua localização o tempo todo.

Agora, sua empresa anunciou a criação de um dispositivo que ajuda a monitorar os pacientes com diabetes o tempo todo , comunica seus níveis de açúcar no sangue e os alerta se eles precisam de medicamentos, com tudo administrável à distância.

“Poderíamos ter vendido para uma empresa de saúde, mas estaríamos aumentando o problema dos custos dos pacientes. Temos uma solução e, o melhor de tudo, é acessível para todas as pessoas. COLOCAMOS AS PESSOAS ANTES DO LUCRO ” , escreveu Freddy no Facebook.

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS