Por: Revista Saber Viver Mais

Com o período da pandemia as empresas foram forçadas a uma modalidade de trabalho que anteriormente tinha indíces tímidos: o home office (teletrabalho).

No Brasil e no mundo, foram várias as empresas que se adaptaram rapidamente a esse tipo de trabalho feito em casa, salvaguardando aqueles serviços que possibilitassem a prática.

Mas uma coisa sempre preocupou muito as empresas sobre essa modalidade de trabalho: o rendimento. 

Pesquisa

Uma pesquisa feita com funcionários, pela companhia de tecnologia Citrix, apontou que  a maioria percebeu que o seu rendimento aumentou muito após ficar em casa. A pesquisa foi feita entre os dias 13 e 15 de maio, com 500 funcionários de empress de médio porte no Brasil.

Para 60% dos entrevistados, eles se tornaram mais produtivos no esquema remoto e 29% afirmaram que mantiveram o mesmo ritmo do escritório. Entretanto 46% disseram que o expediente ficou mais longo, com uma média de 102,8 minutos a mais que a flexibilidade de horários compensa a extensão da jornada. Do total ouvido, 10% nunca haviam trabalhado em casa.

Com o atual cenário o trabalho em home office parece  ser um sonho,  entretanto especialista em RH alertam que estar em casa pode acabar com a produtividade e, com o tempo, se tornar solitário e enfadonho.

Cabe as empresas estimular o funcionário a distância com ferramentas digitais de acompanhamento, moderação no volume de lives e novas recompensas pelo cumprimento de metas.

Com informações:Valor Investe

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS