Tem gente que pensa que um QI alto e falar 3 idiomas são sinais de inteligência, mas na verdade não é bem assim.

Psicólogos revelaram algumas pistas que revelam genuína inteligência.

Você aprende com os seus erros

Estudos provam que pessoas inteligentes são aquelas capazes de reconhecer e aceitar suas falhas – e obviamente, aprender com elas.
Ao invés de enxergarem os erros como regressão, elas entendem que os erros não passam de oportunidade de aprendizado e crescimento.

Você lê por diversão

Leitores ávidos, que leem por esporte, são naturalmente mais inteligentes. De acordo com pesquisas, esses leitores têm melhor memória, capacidade de comunicação e foco.

Você consegue argumentar com qualquer pessoa

Argumentar é um sinal de inteligência, e é na forma que você argumenta que reside a diferença.

Travis Bradberry, autor do livro Inteligência Emocional 2.0, diz que aqueles que conseguem debater de maneira articulada e convincente são mais espertos.

Leia também: 5 formas de melhorar a saúde emocional

Você pensa antes de falar

Pessoas realmente inteligentes têm um cérebro mais rápido do que a boca.
Se você gasta um tempinho antes de responder a uma pergunta e pensa antes de prover uma resposta, você está um passo à frente.

Você não se importa com o que os outro pensam

Pessoas inteligentes não consideram o que outros pensam ao tomar uma decisão. Elas não pensam no que os outros irão sentir como consequência de suas ações, e agem independentemente do julgamento alheio.

A inteligência é a habilidade de aprender, entender e se adaptar a novas situações. Ela pode te levar a diferentes lugares. Te guiar rumo a vitória.

O cérebro humano é um dos mecanismos mais complexos e belos do mundo – ele tem guiado a civilização humana durante gerações de descobertas e avanços.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Texto originalmente publicado no Mystical Raven , livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais.

Imagem capa:Fyple

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS