Por: Revista Saber Viver Mais

No parque de Ishaqbini Hirola, Quênia, os últimos representantes da espécie rara de girafas brancas, foram abatidos covardemente por caçadores.

Uma mãe girafa e seu bebê, já não podem mais tentar a sobrevivência, como confirmou o gerente do lugar. “Este é um dia muito triste para a comunidade e para o Quênia como um todo. O assassinato das girafas brancas é um regresso para a a conservação de espécies únicas e um pedido de socorro para que o mundo continue os esforços para protegê-las”, explicou Mohammed Ahmednoor.

O parque não emitiu nenhuma acusação em relação aos caçadores, tampouco acessaram os limites da área de conservação. A últimas imagens divulgadas pelo parque, os animais estavam com aparência esquelética antes de serem abatidas.

As girafas brancas se tornaram celebridades depois de descobertas, em 2017, e levadas para o parque para serem cuidadas.

Segundo os especialistas, na verdade os animais não são albinos, mas são brancos por causa de uma condição conhecida como leucismo.

1.

2.

3.

Com informações: Hypeness

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS