O asteroide 2006 QQ23, passará perto da Terra nos próximos dias. Segundo especialistas ele é maior que o edifício Empire State, com diâmetro estimado em 570 metros, mas calma não há com que se preocupar.

As pesquisadoras do Departamento de Coordenação de Defesa Planetária da Nasa, Lindley Johnson e Kelly Fast, são responsáveis pelo programa que detecta e acompanha objetos que possas ameaçar a vida no planeta terra.

Elas fazem um rastreamento que chamam de “objetos próximos à Terra” (NEOs – Near Earth Objects), tais como  asteroides e cometas que orbitam nosso sol junto com os outros planetas. As pesquisadoras informaram que o 2006 QQ23 está a quase 8 milhões de quilômetros de distância, e é “mais ou menos benigno”.

Mas para se ter uma ideia, se algo do tamanho deste asteroide atingisse a Terra, poderia devastar uma área do tamanho de um estado.

A pesquisadora Johson disse que asteroides do tamanho 2006 QQ23 passam próximos a Terra cerca de meia dúzia de vezes por ano. Mas nem de perto este asteroide foi o maior já descoberto orbitando nosso Sol, enquanto o 2006 QQ23 tem só um quilômetro de extensão, o maior já descoberto chegou aos incríveis 33 quilômetros de comprimentos.

Atualmente existem quase 900 asteroides no nosso Sistema Solar maiores do que o 2006 QQ23. O Programa de Observações de Objetos Próximo da Terra da NASA, do qual Johnson e Fast fazem parte, catalogou quase todos ao redor da Terra com um diâmetro de mais de 1 quilômetro.

Asteroides menores são mais frequentes, mas eles são normalmente incinerados durante a reentrada em nossa atmosfera. Isso não significa que eles não possam causar algum dano.

Em 2013, um meteoro de 15 metros de diâmetro rompeu a atmosfera da Terra sobre a Rússia. Embora não tenha havido um impacto, a explosão e a onda de choque ainda assim feriram mais de 1.000 pessoas.

Publicado originalmente no site CNN, traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS