Em nossos papéis de pais ou avós, estamos sempre procurando soluções e maneiras para manter nossas crianças saudáveis para evitar que fiquem doentes. Ninguém nasce com um sistema imunológico forte – isso é algo que é construído ao longo dos anos.

Então, há várias etapas que podemos seguir para manter a imunidade de nossos pequenos funcionando de forma adequada e efetiva. Abaixo, você aprenderá a identificar um sistema imunológico fraco e 10 formas de fortalecê-lo.

Como identificar está com imunidade baixa?

Além de prevenir doenças, uma imunidade fortalecida elimina bactérias com muito mais rapidez. Por exemplo, se a criança ficar resfriada ou gripada e se recuperar em poucos dias, é sinal de que a imunidade dela está boa.

Por outro lado, se a criança tem frequentes infecções de garganta, amídalas, ouvido e feridas na pele que demoram a curar, além de alergias, isso é sinal de uma imunidade fraca. Se a criança é propensa a essas enfermidades e outras doenças, então é preciso fortalecer o sistema imunológico dela. Para isso, basta seguir essas etapas.

1. Deixar a criança brincar no frio

Um dos fatores mais importantes para criar uma imunidade forte é deixar que as crianças pratiquem atividades físicas ao ar livre. Hoje, elas passam horas em frente ao computador, televisão, video game e até no smartphone, principalmente em dias frios e chuvosos.

Por isso, em dias mais frios, deixe que a criança saia para fazer alguma atividade, nem que seja por um curto período de tempo. Esta atividade fortalecerá a imunidade dela e a ajudará a ficar em forma. É fundamental tomar um pouco de ar fresco depois de passar horas em um ambiente fechado.

2. Deixe as crianças se sujarem

Podemos entrar em desespero quando vemos as crianças cobertas de terra, lama, grama ou qualquer outra sujeira. No entanto, isso tem seu lado bom. Como grande parte dos médicos diz, a exposição à sujeira e bactérias é importante, pois ajuda a fortalecer o sistema imunológico da criança e estimula o desenvolvimento de uma ampla gama de anticorpos.

3. Inclua mais proteínas na alimentação

A alimentação tem um efeito não só no funcionamento digestivo e na saúde em geral, mas também no sistema imunológico. A proteína é um dos componentes mais importantes que a criança precisa consumir regularmente.

O organismo usa os alimentos que consumimos para produzir as proteínas que precisa para funcionar corretamente, e assim mantém um sistema imunológico saudável.

A falta de proteína pode inibir a produção de citocinas, que são as proteínas que formam a base da comunicação entre as células imunes. A falta de citocinas, por sua vez, inibe a resposta do sistema imunológico para combater bactérias e doenças.

4. Reduza o consumo de açúcar brancos e corantes alimentares

Em muitos estudos, foi comprovado que uma colher de chá de açúcar pode suprimir a imunidade de uma criança em até 50% dentro de 24 a 48 horas após o consumo. O açúcar branco refinado ‘compete’ com as vitaminas dentro do organismo para ser absorvido, especialmente com a vitamina C.

Portanto, evite o consumo excessivo de doces para facilitar a absorção de vitaminas importantes.

Todos sabemos que é muito difícil evitar completamente o açúcar, ainda mais no caso de crianças, que adoram doces. No entanto, é preciso controlar a quantidade. Opte por alternativas mais saudáveis para adoçar os alimentos, como mel, agave e até mesmo o melado de cana.

5. Veja os níveis de estresse e ansiedade

Grande parte de nós vivencia momentos de estresse, mas é importante lembrar que as crianças também enfrentam suas próprias pressões, o que pode afetá-las física e mentalmente, mesmo que pensemos que uma prova na escola não é tão estressante como uma tarefa de trabalho ou lidar com contas.

Lidar com o estresse e a ansiedade pode aumentar os níveis de adrenalina e cortisol no organismo, e em situações onde esses hormônios são crônicos ou persistentes, o sistema imunológico pode ser afetado ou reagir severamente.

Certifique-se de que as crianças mantenham suas responsabilidades, mas, ao mesmo tempo, tenham tempo para brincar, relaxar e descansar. Tenha em mente de que os pequenos também são afetados por qualquer estresse que você possa enfrentar, e isso também pode prejudicar a saúde de todos.

Leia Também: Pequenas doses de álcool na gestação mudam o rosto do bebê

6. Consuma carboidratos integrais

Não é em vão que carboidratos simples como o pão branco, que as crianças adoram, sejam chamados de “carboidratos vazios”, pois são ricos em amido, que o organismo transforma em açúcar.

Para processar carboidratos simples, o organismo usa o armazenamento de vitaminas do complexo B, o que enfraquece a imunidade.

Por outro lado, carboidratos inteiros, como pão integral, aveia e legumes, também requerem vitamina B para serem processados, mas ao mesmo tempo contêm essas vitaminas, evitando qualquer deficiência.

Substitua o pão branco das vitaminas para o integral, coloque aveia no iogurte e cereal da criança, e assim a imunidade dela vai ficar mais fortalecida.

7. Veja a qualidade do sono

Noite bem dormidas é importante para todos. Durante o sono, o hormônio melatonina, também conhecido como o “hormônio da escuridão”, é eficaz no tratamento de doenças infecciosas e nos ajuda a lidar com casos de resfriados e gripe.

Por isso, atente-se não só à quantidade de sono, mas também à qualidade. Para ajudar a garantir que a melatonina seja utilizada pelo organismo, mantenha o quarto suficientemente escuro e certifique-se de que seus filhos não adormecem na frente de eletrônicos que retardem o sono, como televisão, computador, celular e tablets.

A luz emitida por esses dispositivos pode até causar insônia.

8. Adicione limão a alimentos e bebidas

Os limões ajudam a equilibrar os níveis de pH do organismo, o que ajuda a desenvolver bactérias saudáveis que combatem vírus nocivos. Você pode adicionar uma fatia de limão na garrafa de água da criança, adicionar um pouco de limão no molho de salada e no preparo de outros alimentos, além de preparar uma deliciosa limonada para elas.

9. Prepare refeições coloridas

Todos sabemos o quão difícil é fazer as crianças comerem frutas e vegetais, mas são, de longe, os alimentos mais eficazes na luta contra os radicais livres que prejudicam o sistema imunológico, graças à combinação de fibras e antioxidantes.

Por isso, faça um prato colorido para as crianças, incluindo brócolis, batata-doce, tomates e couve-flor, dentre outros. Inclua frutas frescas de sobremesa, que vão proporcionar uma alta quantidade de vitaminas e minerais. Também é importante cozinhar os alimentos no vapor para manter os nutrientes.

10. Inclua alimentos ricos em vitamina E

A vitamina E é um dos antioxidantes mais importantes para o organismo, pois ajuda na atividade normal do sistema imunológico, aumentando o nível de anticorpos no sangue que combatem as bactérias e reduzir inflamações.

Adicione salmão, atum, cenouras, verduras, castanha-do-pará e nozes na alimentação das crianças. Isso vai ajudar a evitar ou lidar melhor com inflamações, além de evitar doenças mais sérias.

Nota: A Revista Saber Viver Mais divulga conteúdos populares de caráter, muitas vezes, não científico. Procure sempre profissionais da saúde para diagnósticos e tratamentos.

Fonte: Tudo por Email

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS