Na Região Serrana do Rio, um gesto de amor puro de duas crianças vem chamando a atenção.

João Gabriel, de 7 anos, e a prima Valentina, estão vendendo slimes em frente da casa da avó, com um motivo muito nobre: arrecadar dinheiro para ajudar cães de rua na cidade de Cordeiro.

Eles estão vendendo os slimes com o preço que varia entre 2 e 5 reais por unidade. Mas na verdade o que mais vale é a causa nobre dos dois…

Alimentar cães de rua

Todo o dinheiro arrecadado será usado para alimentar cães de rua, como conta Carol, mãe do pequeno João Gabriel, que autorizou a imagem das crianças no portar o Serra News.

“Eu e a mãe de Valentina (Inês), compramos todo material que seria utilizado para a fabricação dos slimes. Daí, eles tiveram a ideia de arrecadar para doar ração aos pets de rua de Cordeiro”, contou Carol à nossa redação.

Ela disse ainda que entrou em contato com Andréia Bianchini – uma moradora da cidade que alimenta todas as noites os cães de rua – e a perguntei se ela gostaria de receber essa doação.

Toda ajuda é sempre bem vinda, enfim, a moradora de Cordeiro aceitou a ação e a entrega será na quinta-feira (23). “E o mais lindo foi ver a população se mobilizando e compartilhando a ação, querendo ajudar”, contou Carol.

Slime

O slime é uma nova massa de modelar que vem dominando a internet com várias receitas e com texturas diferentes que agradam tanto crianças como adultos. Slime traduzido para o português significa viscoso ou pegajoso.

Mas conhecida também como amoeba, o slime é a gourmetização da antiga geleca, brinquedo que fez muito sucesso nos anos 80.

Com informações: Razões para Acreditar

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS