Combate a insônia e não engorda: ao contrário do que se acreditava até agora, um prato de macarrão no jantar não é um mal a ser evitado a todo custo. De fato, comer macarrão à noite – máximo de 80 gramas! – faz bem, relaxa e não engorda. Boa notícia para os amantes do bom e velho macarrão!

A palavra é dos pesquisadores do Brigham and Women Hospital em Boston, que, em um estudo relançado pela Unione Italiana Food em ocasião do Dia Mundial do Sono marcado para o dia 15 de março, argumentam que o macarrão consumido nas últimas horas do dia não faz acumular gordura e ajuda a dormir. Ou seja, boa notícia também para queles que sofrem de distúrbios do sono.

Tudo graças ao triptofano e às vitaminas B contidas na massa.

“A massa é um excelente aliado à noite – explica Luca Piretta, nutricionista e gastroenterologista, membro do Conselho de Administração da Sociedade Italiana de Ciência dos Alimentos – quando temos que dar ao nosso corpo apenas 30% das calorias do dia, especialmente se estamos estressados, se sofremos de insônia ou se nos queixamos de distúrbios da síndrome pré-menstrual. O consumo das doses adequadas de massas de fato promove o consumo de insulina que, por sua vez, facilita a absorção de triptofano, o aminoácido precursor da serotonina e da melatonina, que regulam o humor e o ritmo do sono.”

Precioso porque também é um verdadeiro elixir de longa vida, em suma, as massas podem ser reintroduzidas com segurança em nossos cardápios noturnos.

Muita gente diz que massa engorda, principalmente se consumida de noite. Não é bem assim e, como vimos aqui…

ESTRESSE

“O consumo de massas promove a síntese de insulina que, por sua vez, facilita a absorção do triptofano, o aminoácido precursor da serotonina (que regula o humor) e da melatonina (que orienta o ritmo do sono). E um sono longo e restaurador está inversamente relacionado ao ganho de peso, reduzindo os hormônios responsáveis pela fome. Além disso, as vitaminas do complexo B, presentes em maior quantidade na pasta de trigo integral, implicam o relaxamento muscular; sobretudo a B1, fundamental para o sistema nervoso central, estimula a produção de serotonina”, explica Piretta.

INSÔNIA

Se você sofre de insônia, um bom hábito é prever alimentos no jantar que desempenhem uma ação relaxante, fonte de triptofano, e que estimulem a produção de serotonina, o chamado hormônio de relaxamento, e a melatonina, pseudo-hormônio que regula ritmos sono-vigília. Propriamente como os carboidratos complexos, tais como as massas, que asseguram uma ingestão suficiente de triptofano e, no caso das massas integrais, as vitaminas do complexo B.

ESFORÇO FÍSICO

Massas e carboidratos são fundamentais na dieta daqueles que praticam atividade física porque permitem a integração da perda de glicose muscular com o esforço físico. Consumir macarrão também repõe os níveis de glicogênio e induz ao relaxamento.

SÍNDROME PRÉ-MENSTRUAL

Inchaço, humor e fome típicos desta síndrome são causados ​​por um aumento nos níveis de estrogênio e prolactina e uma diminuição na dopamina, serotonina e vitamina B6. Os carboidratos são capazes de compensar as quedas fisiológicas do açúcar no sangue e da serotonina.

DEPRESSÃO NÃO-PATOLÓGICA

O consumo de cereais como o macarrão, melhora o estado de saúde, com consequências positivas sobre o estado de espírito. E os grãos integrais, absorvidos mais lentamente, mantêm os níveis de energia e açúcar no sangue estáveis, regulando o humor.

Quanto e qual massa preferir

Macarrões com molhos leves como o de tomate, de abobrinha e outras verduras grelhadas, aspargos, espinafre e outros legumes. Claro que se deve evitar ingredientes de difícil digestão como bacon, carnes gordas, cremes de leite, queijos gordurosos.

A porção recomendada da noite é de um máximo de 80 gramas e preferivelmente de massa integral, porque tem índice glicêmico mais baixo e teores de vitamina B mais alto.

Então tá combinado! Hoje à noite: macarrão!

  • Siga a Revista Saber Viver Mais no Instagram aqui.
  • Curta a Revista Saber Viver Mais no Facebook aqui.

Fonte:Green Me

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS