Para 75% dos americanos, chefe é maior causa de estresse no trabalho

Um artigo do Linkedin publicado pela revista Quartz revela que trabalhar infeliz com o chefe pode trazer efeitos tão ruins para a saúde quanto fumar passivamente. A leitura ainda aponta que quanto mais tempo você permanece em um emprego trabalhando para alguém que te estressa, maior é o dano a sua saúde física e mental.

Os dados mostram que as pessoas arrumam uma maneira de se conformar com seus empregos, e isso faz com que a decisão de pedir demissão e sair em busca por um ambiente de trabalho mais saudável seja ainda mais postergada.

Faz mais mal que cigarro

Pesquisadores da Harvard Business School e da Universidade Stanford, nos EUA, reuniram dados de mais de 200 estudos e descobriram que estresses comuns no trabalho podem ter efeitos tão nocivos quanto a exposição a uma quantidade considerável de fumaça do cigarro alheio.

A razão número 1 causadora de estresse no trabalho, o medo de ser mandado embora, pode aumentar em até 50% os riscos de problemas de saúde. Já um cargo que exige do funcionário mais do que ela/ele pode oferecer aumenta em 35% o risco para a saúde.

Leia também: Professor tira dúvidas de física e matemática de graça para quem precisar

O que fazer

Em muitos casos, os problemas com os superiores podem ser meramente caso de afinidade. Existem, contudo, muitos chefes realmente ruins por aí. Mas como saber em qual situação você se encaixa?

Chefes ruins são geralmente verbalmente agressivos, narcisistas e podem até se tornar violentos. Frases típicas dos chefes ruins são: “Aqui nada funciona se eu não estiver por perto!”, “Nós sempre fizemos assim!” ou “Agradeça que você tem um emprego.”

O que deve ser pensado é que com as dificuldades do atual mercado de trabalho, sair do emprego e recomeçar não é algo tão fácil. Com isso vem a acomodação e a motivação para fazer um bom trabalho vai embora. Existem algumas estratégias simples que podem ajudar a passar por esse momento de crise profissional:

1- Faça uma lista com os objetivos do dia, riscando quando concluir cada uma deles. Essa sensação de ter terminado algo pode te ajudar a seguir em frente.

2- Desligue-se do e-mail e do telefone aos finais de semana. Isso pode ajudar a recarregar a bateria para o trabalho, mesmo que por pouco tempo.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Com informações:Linkedin

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS