Por: Revista Saber Viver Mais

A ave, que seria um periquito, teve que ficar detida em uma cela, pois não haviam gaiolas na prisão; caso aconteceu na Holanda

Uma ação peculiar da polícia de Utrecht, na Holanda, chamou a atenção na semana passada. Os policiais prenderam um passarinho, identificado como um periquito, por ser flagrado junto com seu dono furtando lojas.

De acordo com os policiais, o suspeito estava com seu pássaro no ombro quando praticou os delitos. O homem foi preso.

Passarinho teve que ser colocado em uma cela por não haver gaiolas na prisão.

Em tom de brincadeira, os policiais disseram que encontraram uma testemunha com “penas e bico” no ombro do suspeito.

Depois da prisão, como não havia uma gaiola no presídio, os agentes colocaram o animal em uma cela. Ainda segundo o relato de policiais no Instagram, o dono concordou que o pássaro ficasse na cela. No local, o passarinho recebeu água e duas fatias de pães.

A postagem da polícia de Utrecht na rede social ainda afirma que o pássaro não chegou a ser interrogado. Até onde se sabia, no entanto, a ave não era culpada de qualquer acusação, brincaram.

Pouco tempo depois de ser detido, o suspeito foi solto, acompanhado do pássaro dele.

Com Informações:EXTRA

RECOMENDAMOS