Para muitos homens, ser pai é considerado como o auge na vida, é a realização de poder amar e sentir-se amado por um ser que veio para trazer alegria e um novo sentido para vida.

A pergunta que sempre fazemos: qual é o pai que não quer ver seu filho feliz?

O papai Túlio demonstrou em um ato tão lindo que a felicidade da pequena Valentina está acima de tudo para ele. A pequena nasceu com uma malformação congênita e uma das pernas e por isso tem que usar uma prótese, então Túlio fez uma grande tatuagem reproduzindo uma prótese para homenagear a Valentina. O desenho ficou simplesmente lindo cheio de cor e com muito amor, ela percorre toda a extensão da canela.

“A primeira prótese dela não teve um grafismo. Na segunda, já teve. Então pensei: ‘Por que não tatuar uma prótese para ficar igual a ela?'”, contou Túlio.

Malformação congênita

Valentina nasceu com malformação congênita (hemimelia fibular) e teve de amputar parte da perna direita quando tinha apenas 1 ano e 2 meses. O tratamento dela foi feito pelo Hospital Estadual da Criança com o médico Daniel Furst, que utilizou a tecnologia “symes”. Ela consiste em um módulo de pé de carbono conectado ao calcanhar tendo um grafismo como tema. Com 7 dias a menina já havia superado os limites a aprendido a andar.

Prótese do pai

Depois da primeira sessão da tatuagem do pai, Valentina queria levar o Túlio para que os amiguinhos da escola vissem a “prótese” do papai. Túlio não pode ir e pensou que seria melhor apresentar para a turma quando ficasse pronta. Mas a ansiedade da menina falou mais alto.

“Eu vi que ela queria muito e, no dia seguinte, mostrei para a sala de aula. Mesmo não estando pronto, foi aquela festa. A gente é muito apegado, conversamos muito. A nossa relação é fantástica. É o herói dela aí ficando igual a ela. Para ela, é fantástico.”resumiu Túlio

Com informações:Globo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS