Qualquer iniciante em fitness, musculação ou quem quer ganhar massa magra (músculos) sabe da importância das proteínas nesse processo.

Os ovos são utilizados em grande quantidade, principalmente as claras, que podem ser encontradas inclusive em embalagem longa vida.

Isso porque já se conhece o valor desse alimento como fonte de proteínas e sua importância no processo de aquisição de massa muscular, além disso a clara não tem gorduras.

Porém, estudos recentes têm mostrado que a gordura contida na gema do ovo é boa ou até melhor que a clara apenas. E, quanto à história do colesterol, essa já caiu por terra.

Segundo médicos consagrados como o Dr. Lair Ribeiro, o ovo é o melhor alimento que o ser humano pode ingerir, perdendo apenas para o leite materno.

O que veio a ser confirmado recentemente por pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, que realizaram um estudo mostrando a importância da gema também no processo de desenvolvimento muscular.

Segundo eles, tirar a gema não traz qualquer benefício, que na verdade, seria “um tiro no pé”.

O estudo analisou dez homens jovens do sexo masculino que foram estimulados a realizar um treino de resistência e em seguida a metade deles deveria comer ovos inteiros que fornecem 18 gramas de proteínas e 17 gramas de gorduras.

Já a outra metade comeria só a clara (18 gramas de proteína e 0 gorduras), ou seja, comeriam a mesma quantidade de proteínas, mas diferentes quantidades de gorduras.

Leia também: Descubra o papel da vitamina C na síntese de colágeno-por Karina Peloi Nutricionista

Os rapazes foram acompanhados durante a pesquisa com diversos exames de sangue e biópsias musculares para verificação da ação dos aminoácidos na formação dos músculos antes e depois dos exercícios e da ingestão dos ovos e claras.

Os resultados

O que o estudo mostrou foi que na ingestão tanto dos ovos inteiros quanto da clara, a quantidade de aminoácidos (moléculas que formam as proteínas) fornecida era a mesma. “Nos dois casos, de 60 a 70% dos aminoácidos estavam disponíveis no sangue para formar novos músculos”, informou o principal autor do estudo, Nicholas Burd em comunicado à imprensa.

No entanto, os pesquisadores foram mais fundo na pesquisa e chegaram à conclusão de que o ovo inteiro é melhor, isso baseado na resposta do pós-treino de quem comeu o ovo inteiro em relação a quem comeu apenas as claras.

O resultado foi de um percentual 40% maior de atividade na construção de músculos de quem comeu o ovo inteiro.

Segundo Burd, além de proteínas existem outros componentes na gema que não têm na clara e que algum elemento existente na gema parece melhorar a capacidade do corpo de utilizar proteínas na construção dos músculos.

“Nosso trabalho sugere que consumir proteínas dentro de sua matriz alimentar natural tende a ser mais benéfico para os músculos do que recorrer a fontes isoladas desses nutrientes”, disse o cientista.

Resumindo, comer o ovo inteiro é melhor para a formação de músculos que comer somente a clara.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Fonte:Família.com.br
Autor: Stael Ferreira Pedrosa

https://www.familia.com.br/13861/ovo-inteiro-ou-so-as-claras-estudo-revela-o-que-e-melhor-para-o-musculo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS