O atendente Eliéser Oliveira de Souza, de 31 anos, morador de Franca (SP), foi o primeiro no país com deficiência visual a assinar o contrato redigido totalmente em braile.

A Caixa Econômica é a primeira agência brasileira a disponibilizar a partir de agora o documento de financiamento de imóvel todo escrito no sistema de escrita tátil ou como é conhecido braile.

Segundo o banco, a medida deve valer a partir de agora para todos os tipos de financiamento, inclusive as compras de habitação popular.

Projeto de lei

Atualmente no Brasil, as agências bancárias não tem a obrigação de emitirem documentos em braile. Mas já existe no um projeto de lei que tramita no Congresso nacional, que determina a opção aos clientes que não enxergam ou tem baixa visão.

“Fico muito feliz por representar todos os deficientes, principalmente os visuais, nessa autonomia de poder ler o contrato de uma casa redigido em braile. Fico muito feliz por ser a primeira pessoa nesse pontapé, de mais uma evolução do nosso país”, diz Eliéser.

O atendente ficou cego aos 11 anos após sofrer um acidente de moto, para ele ter a oportunidade de adquirir a casa própria é uma conquista realizada, pois além de ter o primeiro imóvel ainda conseguiu ler em braile as 135 folhas do contrato de financiamento.

“Tem uma grande importância para mim, porque eu me sinto honrado e uma pessoa abençoada por Deus por participar desse primeiro projeto. Eu vejo que é um grande passo, histórico”, afirma.

Após a conquista, Eliéser agora está esperando para entrar em sua casa própria, que dever ficar pronta em mais ou menos um ano. Porém ele afirma que a felicidade é tão grande que é como se já estivesse com a chave na mão.

“Estou muito feliz e muito ansioso. Vem para mim, casa nova”, brinca.

Com informações:G1

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS