Por Maya Santana

Lendo essa conversa de Marília Gabriela, 69, com Márcia Pereira, do Uol, fiquei pensando em como todo mundo tem sua própria opinião quando o assunto é envelhecimento. Ninguém gosta de envelhecer. Mas há muita gente que vê nesse crepúsculo uma fase natural da vida. Essas pessoas sempre lembram que a alternativa ao envelhecimento é morrer mais cedo. Isso também ninguém quer. Mas há certas mulheres que são contundentes, explícitas, corajosas ao qualificar essa fase da existência.

A atriz Débora Bloch, 54, numa entrevista que publiquei aqui, externou seu pensamento numa frase curta: “Envelhecer é uma merda.” Outra atriz conhecida, Beth Faria, 76, com seu jeito irreverente, não poupou: “Melhor idade é o cacete.” Já a nossa querida roqueira e escritora Rita Lee, 70, provocou: “Envelhecer é uma loucura. Não é para maricas.” Agora, vem a apresentadora, atriz e cantora Marília Gabriela e carimba: “Envelhecer é uma porcaria.” De certa forma, concordo com todas elas: acho o envelhecer difícil, por tudo que o correr do tempo implica. Mas, nessa fase, me sinto livre como em nenhuma outra. A liberdade é o grande ganho da velhice.

Leia a opinião de Marília Gabriela:

Aos 69 anos, a atriz e jornalista Marília Gabriela diz que lida bem com o envelhecimento, mas confessa que evita o espelho. Cada vez mais “desapegada” da televisão, ela lamenta não ter mais a aparência que tinha duas ou três décadas atrás.

“Envelhecer é uma porcaria, a verdade é essa. Envelhecer fisicamente não é agradável. O ideal seria escolher uma idade.Sei lá… Trinta e seis anos e continuar com essa cara para sempre. Agora, eu resolvi ficar bem com o meu resultado e só me olho [no espelho] quando necessário. Não sou de me olhar muito no espelho, talvez por medo. Eu não sou apaixonada pela minha imagem, nunca fui”, diz a apresentadora.

A aceitação do envelhecimento a fez desejar cada dia mais envelhecer com saúde, com corpo e mente sadios. “Você começa a se esquecer das coisas. É constatar e tentar remediar, mas envelhecer é um processo. Se você tiver com saúde, melhor preparada, maravilha”, comenta.

Isso não quer dizer esquecer a vaidade. Ela conta que mantém rituais de cuidados com o corpo e até algumas manias. “Quando eu acordo, a primeira coisa que eu faço é tomar um litro e meio de água. São seis copos de água cheios. Faço isso desde 2007, dá um viço à pele, um sono bom, acredite! Coloca o organismo pra funcionar.”

Mas o segredo da pele boa não é só isso, né? A apresentadora reconhece que usa muitos cremes. “Eu fui casada com um cara que dizia na época, isso faz tempo, que eu já havia gasto um carro na pele. Era um exagero dele, mas era simbólico. Eu realmente sou uma mulher que gosta de cosméticos.” Clique aqui para ler mais.

Via 50 e Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS