O Manjericão Santo (Ocimum tenuiflorum) é uma planta rasteira, natural e abundante na Índia e amplamente estudada, em seu potencial medicinal, na Universidade de Rajasthan. Um dos estudos diz que o genoma do manjericão-santo detalha quais e quantos genes são responsáveis pelas qualidades curativas desta plantinha comumente usada como aromatizante de alimentos e ambientes.

um outro ainda, fala dos diversos usos medicinais já consagrados na região, para essa planta tão abundante.

Agora estuda-se a aplicação do manjericão-santo para retirar o flúor da água em países pobres, por todo o mundo – sim, porque descontaminar as águas potáveis, tratadas, do flúor que nós mesmos jogamos nelas é um procedimento caro e complexo. Mas, não só os tais países pobres têm suas águas fluoretadas – ao que parece o rico EUA também as têm, por imposição legal, como nós aqui no Brasil. Não é preciso ser rico, ou pobre, para se ter flúor nas águas de beber, o que já é há muito proibido na Europa – só é preciso estar submisso aos imperiais desejos da indústria e seu capital dominante.

Manjericão-santo como descontaminante: o estudo

Foi feita pesquisa de campo na aldeia de Narketpally cujas águas, contaminadas com flúor, foram descontaminadas após a imersão de folhas e ramos de manjericão-santo, por 8 horas. Outros estudos mais precisam ser feitos, outras águas precisam ser testadas, ainda é preciso que se encontre a melhor forma de se aplicar esta tecnologia mas, brilha a luz no fim do nosso túnel no que se refere à contaminação da água de beber, com certeza.

“Com uma concentração inicial de fluoreto de 5 ppm, observou-se que o máximo de 94% de fluoreto pode ser removido com uma dose de 75 mg de folhas frescas de manjericão em uma amostra de 100 ml – para um período de contato de 20 minutos”, lê-se neste resumo.

Danos do fluor à saúde

Sobre os danos que o flúor causa à nossa saúde, assunto bastante controverso pois conflita com interesses financeiros, como já disse antes, recomendo que você leia os artigos científicos que estão disponíveis nesta página de Harvard, sobre os danos neurológicos potenciais em adultos e crianças, ou aqui, sobre a influência, ou não, do flúor na redução de cáries dentárias e aqui, outra publicação de Harvard, sobre “não se usar mais flúor em tratamentos de água”.

O uso medicinal do manjericão-santo

Em muitas culturas usa-se o manjericão (diversas espécies diferentes) tanto pela medicina popular quanto em rituais de purificação.

O manjericão-santo, além de retirar o fluor da água possui outros 9 benefícios:

● Limpa o trato respiratório de toxinas
● Alivia o inchaço abdominal produzido por excesso de flatulência
● Reduz o estresse
● Alivia doenças respiratórias
● Excelente para gargarejos pois desinfeta a boca e garganta
● Alivia pedras nos rins
● Tem qualidades anti-envelhecimento
● Diminui a tensão nervosa, muscular
● Reduz dores de cabeça e sinusite

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

  • Siga a Revista Saber Viver Mais no Instagram aqui.
  • Curta a Revista Saber Viver Mais no Facebook aqui.

Fonte: Greenme

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS