Lombalgia é um condição caracterizada por dores na parte inferior das costas que atingirá 80% da população mundial ao menos uma vez na vida, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Em mulheres fatores externos e internos podem danificar a coluna vertebral”, segundo Dr. Alexandre Elias, membro do Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional do Hospital 9 de Julho (SP).

Dentre eles a Saber Viver Mais destacou 5 mais frequentes:

Salto alto

O uso frequente do salto alto, aumenta muito o risco de encurtar os músculos e tendões.

No uso do salto o calcanhar fica elevado e o peso do corpo se concentra todo na frente prejudicando a postura e a coluna.

Gravidez

Durante a gravidez a mulher experimenta várias mudanças em seu corpo, uma dessas mudanças é na estrutura óssea que fica mais maleável para acomodar o feto.

Leia também: Em luta contra depressão, Jim Carrey resume perfeitamente o que doença faz no paciente

Outra causa e o aumento do peso.  As dicas para evitar que a lombar fique prejudicada é praticar exercícios de fortalecimento postural e controlar o peso.

Menstruação & TPM

Muitas vezes, as cólicas são irradiadas para lombar. Isso ocorre por conta das contrações expelidas pelo útero no objetivo de eliminar o sangue menstrual e a ligação que essas duas partes do corpo, útero e coluna lombar,  tem desde o período embrionário.

É um processo natural e costuma passar após o fim do ciclo.

Bolsa pesadas

Carregar muito peso resulta em desalinhamento de ombros e piora dos sintomas de escoliose devido ao sobrepeso mal dividido entre os ombros. O nosso conselho: Leve somente o necessário na bolsa para evitar as dores nas costas.

Menopausa

Acontece processo de desmineralização dos ossos, que á osteoporose. Mas não é só a coluna, com o envelhecimento ocorrem alterações funcionais e estruturais em diversos órgãos e sistemas do corpo humano, bem como psicológicas e sociais, as quais podem interferir também na estabilidade postural.

Pode ser tratada com medicamentos com prescrição médica e atividade para fortalecer a musculatura.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Informações Saúde Dia

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS