Por redação da Revista Saber Viver Mais

Oito milhões de pesos Argentinos, esse foi o valor estipulado pela justiça Argentina para um homem pagar a sua ex-esposa após o divórcio. Em reais essa quantia seria de 720,00 mil reais.

O motivo da indenização? Seria por 27 anos de tarefas domésticas executadas pela mulher sem nenhuma remuneração.

Maior indenização do pais

Segundo o Jornal Clarín, essa é a maior indenização de compensação já indicada pela Justiça Argentina.

A decisão se baseou em uma lei de 2015 que indica que, quando na separação ocorrer o declínio da situação econômica e desequilíbrio para um dos cônjuges, a parte prejudicada poderá requerer uma indenização.

Atualmente a mulher com 70 anos, alega que era formada em economia e que deixou a carreira para se dedicar ao cuidado da casa e dos filhos, atitude comum para as jovens da época. A justiça entendeu que havia uma clara divisão de papéis na família, haja visto que ela era a responsável pelas tarefas domésticas, enquanto o marido trabalhava fora.

O casal acabou se separando em 2009, sendo que em 2011 houve a conclusão com o divórcio. Porém havia um problema, na Argentina as mulheres se aposentam com 60 anos. Por já estar com a idade avançada a agora ex-esposa, não conseguiu uma nova colocação no mercado de trabalho, e começou a passar dificuldades financeiras.

Por esses fatores não houve dúvida na decisão da Juíza Victoria Famá, que condenou o ex-marido ao pagamento de valores que compensariam os anos de trabalho domésticos da mulher sem remuneração.

 

 

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS