Enxertos de pele podem estar com os dias contados, graças a um avanço na tecnologia de impressão 3D.

Pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, desenvolveram uma impressora 3D portátil que pode produzir pele humana rapidamente para cobrir e preencher uma ferida em menos de dois minutos.

“As bio-impressoras 3D mais atuais são volumosas, trabalham em baixa velocidade, são caras e são incompatíveis com a aplicação clínica”, explica o professor Axel Guenther.

“Nossa impressora de pele promete adaptar tecidos a pacientes específicos e características da ferida”, diz o estudante de doutorado Navid Hakimi, que liderou a pesquisa. “E é muito portátil”.

Como

O dispositivo é moldado de forma semelhante a um rolo de fita de embalagem, faz folhas de tecido feitas de “biomateriais à base de proteínas, incluindo colágeno, a proteína mais abundante na derme, e fibrina, uma proteína envolvida na cicatrização de feridas”.

O material impresso pode penetrar nas três camadas da pele para curar adequadamente a ferida.

Leia mais: 5 melhores formas para se lutar contra a perda muscular

Atualmente, o método preferido de tratamento desses tipos de lesões é com enxertos de pele que requer grandes quantidades de pele doadora.

Como raramente há pele doadora suficiente para cobrir uma área lesada, isso geralmente leva a um processo ruim de cicatrização e de recuperação.

Embora outros tecidos da pele produzidos por bioengenharia já tenham sido desenvolvidos, nenhum deles tem sido amplamente utilizado.

As descobertas foram publicadas na revista científica Lab on a Chip.

De acordo com os pesquisadores, eles precisam de mais estudos antes de começar os testes em humanos, mas esperam que um dia sua invenção vá revolucionar a forma como os médicos tratam as vítimas de queimaduras.

Assista:

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Via: Só Noticia Boa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS