O bom do Brasil é mesmo o brasileiro! Se espalhou pelo país uma linda corrente do bem feita por comerciantes: imprimir currículos de graça para ajudar desempregados.

A ideia positiva de solidariedade já tem exemplos em São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Espírito Santo e agora também no Distrito Federal. Desde a semana passada uma copiadora de Sobradinho, a 25 km de Brasília, está fazendo a promoção e já imprimiu currículos para 50 pessoas.

“Também já fui duro, quebrado, não tinha dinheiro para tirar uma cópia de um currículo e hoje eu tenho oportunidade de ajudar algumas pessoas”, disse Wesley Nunes em entrevista ao Bom Dia DF, da TV Globo.

Cada cópia custa 50 centavos. Vezes cinco, o valor fica em R$ 1,50. Parece pouco, mas pesa no bolso de quem está desempregado.

Gratidão e retorno

A iniciativa gera gratidão entre as pessoas ajudadas e dispara a chamada lei do retorno.

Daniele Alves, desempregada há 8 meses, disse que vai voltar na copiadora do Wesley quando arrumar emprego para imprimir os documentos exigidos pela empresa.

“Quando arrumar emprego, eles pedem copias dos documentos, vou vir imprimir aqui, porque ele me deu oportunidade de imprimir meu currículo de graça”, contou ao BDDF.

Espírito Santo

Em Vila Velha, no Espírito Santo, o empresário Marcelo Pereira da Silva, responsável pela copiadora Copy Mar fez o mesmo.

Ele postou uma foto do cartaz oferecendo copias gratuitas de currículos e teve mais de 2 mil compartilhamentos.

“Desempregados: imprimimos gratuitamente até 7 cópias de um currículum”, diz o cartaz.

Santa Catarina

Em Jaraguá do Sul, Santa Catarina, Gunter Ramalho, proprietário da loja BG Games, também decidiu dar uma forcinha aos desempregados.

Desde janeiro, a copiadora dele está imprimindo gratuitamente até cinco cópias de currículos para os desempregados.

Segundo ele, a notícia se espalhou rapidamente pela cidade e a loja vem recebendo uma média de 20 pessoas por dia procurando pelo serviço.

São Paulo

Em São Paulo, a boa ação acontece desde 2018, na Kê. G Informática Avançada, na Vila Maria Baixa, na zona norte da cidade.

Kelsen Muchante, conhecido como “Bruno Boina Azul”, teve a ideia após uma jovem desempregada ir até a loja dele para imprimir 20 cópias do currículo.

Ele lembra que teve uma época difícil. Faminto e sem dinheiro para comer, um homem lhe ofereceu um cachorro-quente na rua e desde então ele entendeu a importância de ajudar o próximo.

“Tenho a sensação de que estou fazendo minha obrigação. É um prazer poder ajudar o próximo, pois serve de exemplo para as outras pessoas. Lembro de quando precisei. Uma pequena atitude me ajudou muito”, contou ao RPA.

Paraná

No Paraná, o fisioterapeuta Rafael Freitas, de Ponta Grossa, também decidiu ajudar estas pessoas este ano depois que viu uma reportagem sobre o assunto no Fantástico.

Rafael e sua esposa resolveram fizeram uma postagem no Facebook, se oferecendo para imprimir 30 currículos por pessoa, com foto, impressão colorida e um saco plástico para que não sujasse ou molhasse.

Em uma semana eles ajudaram mais de 40 pessoas.

Quando começou

Não se sabe ao certo quando começou essa boa ideia de imprimir currículos de graça para ajudar desempregados, mas desde 2016 isso é feito nos Estados Unidos.

No mesmo ano, as unidades da Alphagraphics no Brasil anunciaram o serviço gratuito.

A iniciativa foi inspirada em ações semelhantes da matriz nos Estados Unidos, que liberou a impressão de 5 cópias em preto e branco, em folha sulfite simples, de currículos com até duas páginas.

Fonte: Só Notícia Boa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS