O elefante Kaavan tinha apenas um ano de idade quando veio ao zoológico Marghazar, no Paquistão, em 1985, como um presente do Sri Lanka.

Kaavan tinha uma companheira, Saheli, que morou com ele de 1990 a 2012. Quando Sahel morreu, Kaavan “ficou com o coração partido” e está sozinho desde então.

Ativistas de todo o mundo vêm fazendo campanha há anos pela libertação de Kaavan – incluindo Cher.

Na sexta-feira, Cher se encontrou com o primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan.

O primeiro-ministro observou que foi realmente um momento feliz para todos nós que, depois de dar alegria e felicidade ao povo de Islamabad e do Paquistão por cerca de 35 anos, Kaavan agora poderá se retirar com outros elefantes em um santuário especializado no Camboja.

No domingo, Kaavan será transferido para o Santuário de Vida Selvagem do Camboja, onde há três elefantes fêmeas para fazer companhia a Kaavan.

O elefante de 5 toneladas será carregado em uma caixa especialmente construída e em um avião de carga.

“Acho que uma transferência de elefante de avião nesta escala nunca aconteceu antes, então estamos escrevendo a história aqui”, disse o porta-voz da Four Paws, Martin Bauer.

Bauer diz que o objetivo é socializar Kaavan, o que ele acredita que levará algum tempo, já que ele está sozinho há muitos anos.

“Em última análise, o objetivo é juntá-lo a outros animais porque é isso que os elefantes querem. Eles são animais de rebanho, sempre formam famílias e é isso que planejamos para ele”, disse Bauer à NPR.

Texto originalmente publicado no Sunnyskyz, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS