Um funcionário do McDonald’s com síndrome de Down tem encantado os clientes em seu McDonald’s local nos últimos 30 anos.

Russell O’Grady, 48 anos, vestiu pela primeira vez o uniforme do restaurante de fast food em 1986, quando tinha apenas 18 anos de idade. Agora, 30 anos depois, ele é uma celebridade local em Northmead McDonald’s, no oeste de Sydney.

Seu pai, Geoff O’Grady, disse ao Daily Mail Australia que seu filho se tornou “a pessoa mais conhecida em Northmead” desde que começou a trabalhar no McDonald’s.

“As pessoas o detêm na rua e apertam sua mão, ele é muito carinhoso, amado e respeitado, a tal ponto que simplesmente não acreditamos.”

Geoff disse que estava “extremamente orgulhoso” do filho, mas nunca pensou que a comunidade o abraçaria da maneira como o fez.

“Os clientes o amam assim como o amamos”, ele disse.

Geoff disse que a carreira de seu filho lhe deu uma visão diferente da vida. Sempre que alguém perguntava se ele era deficiente Russell respondia: “Eu costumava ser quando eu ia para a escola, mas agora eu trabalho no McDonald’s”, disse ele.

“Como as outras pessoas que trabalham lá são normais, ele assume que agora também é.”

A carreira de Russell começou com a experiência de trabalho, mas quando ele provou ser um ótimo funcionário, ele  foi promovido para a vaga de embalagem do McDonald’s.

Geoff disse que a equipe da Northmead McDonald’s o aceitou de braços abertos e tornou a vida profissional de Russell mais agradável do que ele imaginava ser possível.

“Essas pessoas são absolutamente fantásticas, se não fosse por essa atitude, ele ainda não estaria trabalhando”, disse ele.

A assistente de loja Katie Chlyder disse ao Daily Mail Australia que Russell tornou o restaurante um lugar mais brilhante.

“Você se sente feliz por tê-lo aqui, ele é legal de se ter por perto, ele é muito querido, ele sempre vem até mim, me cumprimenta sem falta, é um verdadeiro cavalheiro muito doce.” disse ela

Ela disse que Russell tem suas particularidades, assim como qualquer outra pessoa.

Ele é engraçado, você pergunta o que ele está ouvindo, e ele sempre diz: ‘The Beatles’, ele ama os Beatles”, disse ela.

E depois de 30 anos colocando sorrisos nos funcionários e clientes, a atitude despreocupada de Russell tornou-se uma marca registrada da loja local, perdendo apenas para o logotipo dos arcos dourados da franquia de fast food.

Russell é apenas uma das centenas de pessoas que vivem com uma deficiência que foi treinada e colocada em um emprego através do Suporte de Emprego.

Kate O’Grady, gerente assistente de apoio ao emprego, disse ao Daily Mail Australia que o trabalho visivelmente mudou a vida de Russel e lhe deu acesso à comunidade que ele nunca teria.

“Tem havido muitas pessoas que trabalharam com ele e compartilharam essa conexão”, ela disse.

“Na verdade, há um homem que trabalhou com Russell quando ele era adolescente e agora seus filhos trabalham com ele.

Texto originalmente publicado no Daily Mail, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS