O xarope de cebola é uma excelente opção caseira para aliviar a tosse pois possui propriedades expectorantes que ajudam a descongestionar as vias aéreas, eliminando mais rapidamente a tosse persistente e o catarro.

Este xarope de cebola pode ser preparado em casa, sendo útil contra gripe e resfriado em adultos e crianças, no entanto, não é recomendado para bebês e crianças com menos de 1 ano, por causa da contraindicação do mel nessa fase.

O mel é indicado porque é considerado anti-séptico, antioxidante expectorante e calmante. Ele ainda ajuda a fortalecer o sistema de defesa natural do corpo, combatendo vírus e bactérias. Já a cebola contem quercetina, que ajuda a combater gripes, resfriados, amigdalite e tosse, asma e alergias, de forma natural. Juntos esses ingredientes ajudam a eliminar o catarro, e a pessoa a se recuperar mais rápido.

Xarope de cebola com mel e limão

Opção 1:

Ingredientes

  • 3 cebolas
  • cerca de 3 colheres de sopa de mel
  • sumo de 3 limões

Modo de preparo

Ralar a cebola ou colocar a cebola num processador de alimentos para retirar apenas a água que solta da cebola. A quantidade de mel que deve ser usada deve ser exatamente igual a quantidade de água que saiu da cebola. Depois deve adicionar o limão e deixar num recipiente de vidro fechado descansando durante cerca de 2 horas.

Opção 2:

Ingredientes

  • 1 cebola grande
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 1 copo de água

Modo de preparo

Cortar a cebola em 4 partes e colocar a cebola para ferver juntamente com a água em fogo baixo. Depois de cozida, deve-se deixar a cebola descansando por cerca de 1 hora, devidamente tampada. Depois deve coar a água da cebola e adicionar o mel, misturar muito bem. Guardar num recipiente de vidro bem fechado.

Como tomar

As crianças devem tomar 2 colheres de sobremesa do xarope durante o dia, enquanto os adultos devem tomar 4 colheres de sobremesa. Pode-se tomar todos os dias, durante 7 à 10 dias.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Via:Tua Saúde

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS