Por: Revista Saber Viver Mais

As abelhas são insubstituíveis, consideradas em vários estudos como os seres vivos mais importantes do planeta. Mas devido ao aquecimento global que vem assolando o planeta nas últimas décadas e o uso excessivo de pesticidas a espécie está morrendo.

Cannabis

Um novo estudo apresentado sugere que as abelhas adoram cannabis, e isso poderá ajudar a salvar a população desse inseto. A pesquisa foi realizada pela Cornell University, nos Estados Unidos e foi publicada na conceituada revista Environmental Entomology.

Os cientistas da Universidade Estadual do Colorado já haviam dado a dica de que as abelhas são fãs da cannabis. O novo estudo reforça a tese de que as abelhas são atraídas pela maconha por causa da grande quantidade de pólen que existe na planta.

Sendo assim, a rápida expansão da produção de cânhamo nos Estados Unidos – e no mundo, pode ter implicações significativas na dinâmica da polinização em todo o agroecossistema.

Entretanto a cannabis não produz o néctar doce que é encontrado em várias variedades florais, mas possuem uma grande quantidade de pólen e, por isto, “um potencial particularmente forte para aumentar as populações de polinizadores e os serviços de polinização subsequentes para as culturas no ano seguinte, preenchendo lacunas na escassez de recursos no final da temporada.”, de acordo com a pesquisa publicada.

Cânhamo

A pesquisa afirma que o Cânhamo atrai 17 vezes mais as abelhas do que as flores comuns. Mas embora as abelhas sejam atraídas pelo cânhamo, o polém rico em canabionóides não infiltra em nossas dietas e nem “terá um impacto no desenvolvimento das abelhas devido à perda de receptores de canabinóides em insetos”.

Já se sabe que a Cannabis traz vários benefícios que vão muito além do consumo ou do comércio da planta. Recentemente um estudo publicado no site do Instituto Nacional do Câncer, que integra o Departamento de Saúde dos Eua, confirmou que a cannabis pode de fato matar células cancerígenas.

Por que é tão difícil legalizar o uso da Cannabis?

Demonização da planta e imobilismo da política e mídia tradicionais são parte da explicação. Mas alguns acreditam que o principal motivo seria o impacto na indústria farmacêutica que com a legalização tiraria de circulação vários medicamentos que sustentam toda essa indústria.

Com informações: Hypeness

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS