Via:Hypeness

Nos últimos anos, a indústria da moda está sendo obrigada a se renovar. Uma das mais poluentes e polêmicas, não faz sentido algum que em 2019 algumas marcas ainda produzam roupas com couro e pêlo de animais. No entanto, não adianta substituir o couro animal por material vegano cuja matéria prima venha do plástico. Por isto, duas estilistas canadenses acabam de lançar o couro vegano feito de cascas de maçã

Com o excedente da indústria de sucos de maçã, a marca de acessórios SAMARA – com sede em Toronto, é responsável por uma linha de produtos inovadora e sustentável. Em entrevista, as irmãs por trás da inovação disseram que desenvolveram o material como um meio de substituir os materiais à base de petróleo que normalmente são usados para fazer ‘couro’ vegano.

Depois de anos de testes e verificações de qualidade, a primeira bolsa 100% vegana – a Apple Leather Mini, acaba de ser lançada e já está à venda no site por 50 dólares (cerca de 250 reais). Além disto, parte de todas as compras feitas no site ajuda a enviar uma “mochila movida a energia solar” para uma criança na África Oriental.

A maligna indústria de peles de animais

Chinchilas, focas, raposas, coelhos, milhões de animais são mortos todos os anos para a confecção de casacos de pele e couro no mundo. Só na França são abatidos 70 milhões de coelhos por ano para esse fim.

Porém, nos últimos anos algumas marcas importantes começaram a se pronunciar sobre o assunto, anunciando publicamente que vão deixar de usar peles e couro. Este é o caso das italianas Gucci e Versace, Stella McCartney e da icônica francesa Chanel.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS