Usada nas mais diversas receitas, a aveia é um rico alimento e possui um verdadeiro arsenal de possibilidades de consumo. Uma das mais utilizadas é como farinha, ou seria farelo ou flocos?

Muito se fala sobre essas formas, mas pouco realmente se conhece. Por isso, vamos fazer uma breve análise de cada uma dessas composições, as suas diferenças e benefícios à saúde alimentar.

As diferenças entra farinha, farelo e flocos de aveia

Farinha de aveia – É produzida a partir da parte mais interna do grão, a concentração de fibras neste produto é menor que a encontrada nos flocos e no farelo.

É rica em açúcares/carboidrato, mas pobre em nutrientes. Isto a torna proibida na dieta Dukan, por exemplo.

Farelo de aveia – Por ser feito da parte mais externa do grão, é pobre em carboidratos e rico em proteínas e fibras solúveis que retardam a absorção da glicose e diminuem o colesterol.

Por inchar no estômago, aumentando de volume em até 30 vezes, proporciona grande saciedade. É item obrigatório na Dukan, pois proporciona uma porção pequena, mas suficiente, de carboidratos complexos, além de auxiliar no preparo de diversas receitas.

Flocos de aveia – Finos ou regulares, são ricos em carboidratos e açúcares de rápida absorção. São produzidos através da prensagem dos grãos integrais e mantém todos os açúcares/carboidratos e nutrientes.

É feito pela prensagem do grão inteiro. Seu uso não é permitido na dieta Dukan por conter muito carboidrato.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Informações: Viva Saúde

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS