A conexão entre pais e filhas é tão poderosa que determina a jornada de uma menina para a vida adulta. Pesquisas dizem que crianças que tiveram um pai amoroso têm maiores chances de serem emocionalmente seguras, mais ativas socialmente e autoconfiantes. Os pais moldam o futuro da filha de várias maneiras, por isso devem ser muito cuidadosos e se esforçar muito para criar suas preciosas filhas.

Temos certeza de que filhas e pais têm um vínculo especial que não pode ser quebrado e que nenhum outro homem não pode influenciar a vida de uma garota de maneira tão ótima.

O pai deve ser carinhoso, protetor e também firme na hora em que precisar corrigir, chamar a atenção para educar, colocar limites sem, no entanto, ser opressor e radical.

Quando se fala em relações humanas, seja na família, no trabalho, entre amigos, com vizinhos entre outros. Tudo isso engloba o campo das relações e cada um precisa aprender a lidar, respeitar, ter empatia.

No caso das meninas filhas de pais amorosos, na fase adulta são mais seguras, não querem estar com quem não as respeite e ame, buscam escolher parceiros que saibam valorizar uma mulher.

As meninas, como também os meninos, observam as atitudes do pai, o modo como ele se relaciona com a mãe, ou mesmo com outra companheira, caso seja divorciado, reflete em como os filhos também serão com seus pares.

Por isso um lar estruturado é tão importante para as crianças, claro que em algum momento haverá discordâncias, desentendimentos, diferenças de opinião.

A diferença é como o pai faz uso da sua maturidade para resolver seus assuntos com a esposa. Evitando ações e palavras ofensivas de desrespeito a mulher e a família.

O pai precisa entender que ele é o exemplo de homem que a filha tem e que mais observa, por isso, é comum a mulher se casar com alguém que tenha valores e comportamento parecidos com os do pai, seu principal espelho masculino.

É natural muitos pais terem dificuldade de aceitar que a “filhinha” cresceu, alguns até tentam sabotar o namoro delas, como se nenhum namorado fosse bom o suficiente.

O pai precisa aceitar que ela cresceu, confiar na educação que deu e estar pronto para apoiar, aconselhar sempre que precisar, mas é também preciso deixá-la ir. Escolher carreira, viajar, ser independente.


“Devo amar minha esposa da mesma maneira que quero que a minha filha seja amada”.

Alguns pais famosos dentre muitos outros compartilham desse conceito:

Todas as imagens são reprodução.
Fonte:Brigthside

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS