Essa especiaria muito cobiçada no passado era um dos motivos de inúmeras embarcações seguirem para o Oriente, mais especificamente para o Ceilão, nos séculos XIV e XVI.

A canela, juntamente com outras especiarias, como o cravo, a pimenta-do-reino e a noz-moscada, era utilizada como moeda de troca para pagar serviços, impostos, dívidas, acordos, obrigações religiosas e servia até mesmo como dotes, heranças, reservas de capital e divisas de um reino.

Originário do Sri Lanka, o chá de canela foi usado na medicina oriental por milhares de anos para tratar resfriados, indigestão e cólicas, além de melhorar a circulação e dar mais energia e vitalidade.

Além de propriedades anti-inflamatórias, a canela apresenta ainda propriedades antivirais, antibacterianas e antifúngicas, e é capaz de combater vírus, inibir o desenvolvimento de bactérias e lutar contra infecções, inclusive aquelas causadas por fungos.

Confira os alguns benefícios e veja o vídeo para entender melhor:

  • Contem antioxidantes
  • Pode aumentar a sensibilidade á insulina
  • Diminui os açucares do sangue
  • Diminui o risco de complicações do diabetes
  • Ajuda na perda de peso
  • Aumenta concentração
  • Melhora circulação
  • Contribui para o funcionamento do sistema digestivo

Precauções importantes
Apesar de trazer vários benefícios para a saúde, há algumas precauções e contraindicações que devem ser levadas em conta no que diz respeito ao consumo do chá de canela.

Se o consumo for exagerado, a canela pode ser tóxica para o organismo, por isso devemos ingeri-la de forma moderada. A recomendação é consumir no máximo 6g de canela em pó por dia (aproximadamente uma colher de chá cheia).

Por precaução, o chá também deve ser evitado por mulheres grávidas, já que, em grandes quantidades, pode estimular contrações uterinas.

Consulte seu médico.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS