Imagine a seguinte situação: dezenas de pacientes, entre eles bebês, crianças e idosos em um posto de saúde à espera de atendimento num calor escaldante de 43 graus.

Para o neuropediatra Newman Nigro, que trabalha no Centro Especializado de Saúde Paul Harris, na Posse, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, uma situação que, em suas palavras, o deixou “incomodado”.

O médico então decidiu fazer algo à respeito.

Com recursos próprios, reformou a unidade hospitalar, gastando cerca de R$ 4 mil para rebaixar o teto do forro PVC, fazer um isolamento térmico com isopor, comprar novas luminárias para a área de recepção, além da luminária.

“Comentamos sobre a necessidade de fazer uma obra aqui, mas a prefeitura não tinha condições. São 57 unidades. Temos boa relação com o secretário e o prefeito, tanto que a luminária que tiramos daqui foi para outra unidade”, diz Newman.

O médico é concursado e atualmente é o diretor-geral do posto, local este em que trabalha há 20 anos.

Surpreendentemente, não é a primeira vez que ele banca reformas com dinheiro próprio para melhorar a infraestrutura do posto de saúde. Veja aqui o restante da matéria

Fonte: Razões para Acreditar

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS