Desde que este adorável filhote de 8 semanas nasceu com seis patas, havia uma grande chance de que seus criadores o sacrificassem.

Porém o cãozinho foi resgatado por uma família amorosa, e agora o filhote está trazendo alegria a um garoto que é muito tímido devido a uma doença na pele.

O filhote de Labrador nasceu com duas pernas extras dianteiras que trazem dificuldades para caminhar, ele pula nas pernas traseiras como um canguru – é por isso que seu novo proprietário, Luke Salmon, de 15 anos, nomeou-o como Roo.

“Quando ele pula em cima de nós, ele se parece com um canguru, daí o nome”, disse a mãe de Luke, Lauren Salmon. “Mas quando ele caminha, meio que cambaleia com os cotovelos com o traseiro no ar, como um soldado rastejando.”

Salmon, que é de Orpington, Kent, comprou Roo de criadores em Essex duas semanas atrás, depois que Luke viu o filhote especial online.

Ela lembra do momento em que foram buscar cãozinho no abrigo. Roo estava enérgico, hiperativo e super-feliz naquele dia e veio literalmente pulando para perto de Luke, que o pegou no colo pela primeira vez.

Foi amor à primeira vista para Luke e Roo a partir de então”, diz Salmon. “Luke é como um pai protetor. Eles nunca saem do lado um do outro e ele até dorme na cama dele”.

Doença na pele

Como Luke sofre de psoríase – uma condição que deixa a pele coberta de manchas vermelhas e escamosas -, ele tem sido alvo de bullying na escola.

Mas ter Roo como seu novo companheiro canino trouxe um alento à vida de Luke. “Ele se sente estranho por causa de sua condição, e agora ele tem um melhor amigo para combinar”, diz Salmon. “Acho que Roo reduzirá o estresse de Luke e isso deve ajudar sua pele.”

Lauren agora entrou em contato com o Dr. Noel Fitzpatrick – o especialista que protagoniza The Supervet do Channel 4 – para ver se ele pode ajudar a melhorar a mobilidade de Roo, porque suas pernas extras atrapalham o caminho dele.

O veterinário de Salmon ficou aliviado quando eles pediram que Roo fosse encaminhado para o Supervet porque ela temia que eles quisessem que o filhote fosse abatido.

“Nós absolutamente amamos o Roo como ele é”, insiste Salmon. “Ele é apenas um cachorro normal para nós, apenas com alguns pedaços extras.”

Agora, Salmon está esperando uma resposta do médico depois de revisar um relatório e fotos das pernas extraordinárias de Roo.

“Suas pernas especiais não lhe causam dor, e é fácil ver o quão cheia de vida ele é. Ele tem energia como qualquer  cachorro, então o descreveríamos como diferente, mas divertido”.

Texto originalmente publicado no Good News Network, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS