Foi em um dia chuvoso que o vira-lata caramelo entrou na loja da Tucson no município da Serra no Espirito Santo, logo os funcionários se apaixonaram pelo cãzoinho pelo seu temperamento dócil e amigável.

Tudo aconteceu em março deste ano, como contou o diretor comercial do grupo, Marcelo Sartori. Ele disse que as funcionárias da área de serviços gerais foram as primeiras a “adotar” o vira-lata, oferecendo-lhe água, comida e abrigo. Porém com seu jeitinho dócil e amigável logo o animal conquistou toda a equipe e acabou ficando em definitivo.

“Foi algo muito natural, não teve nenhum planejamento. Ele apareceu aqui no pátio, muito magrinho, sem cuidado nenhum. A gente colocou ele em um cantinho, de um jeito improvisado, para passar a noite, mas ele foi ficando. Não houve nenhuma rejeição por parte da diretoria da empresa. E ele foi conquistando todo mundo, desde as meninas da limpeza até o presidente do grupo”, disse.

O cãozinho já ganhou inclusive o crachá de “cãosultor de vendas”, e já é sucesso inclusive nas redes sociais com mais de 70 mil seguidores no Instagram em uma semana.

Tucson

Foi feito uma votação entre todos os funcionários que batizaram o cãozinho com o nome de Tucson, que a propósito é o mesmo nome de um dos modelos vendido na concessionária. “Confundia-se o Tucson cachorro com Tucson automóvel. A gente tinha que falar ‘é o Tucson de quatro patas e não o de quatro rodas”, lembrou Marcelo.

Durante o período mais rígido de isolamento social devido a pandemia, Tucson teve  livre circulação entre os funcionários é um cão muito dócil e sociável. O vira-lata tem até um crachá de funcionário.

“Por incrível que pareça, ele foi ficando muito carinhoso, à vontade, é muito inteligente. Parecia que alguém já tinha ensinado algumas coisas, como ‘senta’, ‘dá a patinha’. É muito obediente, não deixando de ser arteiro”, brincou.

Perfil no Instagram

Tucson tem um Instagram que está bombando na internet, nele as “rotinas de trabalho” do cãozinho são compartilhadas. Os responsáveis pela conta são o gerente de vendas, Emerson Mariano e a sucessoara da empresa, Júlia Lopes Paixão.

Uma das fotos, publicada no Dia do Vira-lata, foi compartilhada e repercutiu nacionalmente, fazendo Tucson ganhar fama, carinho e muitos admiradores.

A concessionária tomou todos os cuidados com Tucson, já foi a um veterinário e foi devidamente vermifugado e vacinado. Como é muito carismático, o vira-lata também se tornou um mascote para os clientes.

Jan Telecki, diretor-adjunto de Marketing da Hynduai Motor Brasil, disse que a adoção de Tucson pelos funcionários foi natural, mas ilustra bem o posiocionamento “pet friendly” da empresa. “É uma estratégia que a gente vem adotando há alguns anos, de buscar uma forma diferente de se conectar e se comunicar com os consumidores, para que se torne um diálogo cada vez mais humanizado, é através das paixões que os consumidores têm”, disse.

Entretanto Marcelo ressaltou que a chegada do cãozinho trouxe inúmeros benefícios, principalmente para os funcionários que ganharam um bom companheiro.

“São 90 funcionários na unidade e não tem ninguém que passe por ele e não faça um carinho, um afago. Nesses quatro meses que ficamos sem saber como agir com a pandemia, o cachorro acabou dando uma certa distração, diminuiu a tensão desse momento difícil que a gente viveu. Transformou o ambiente com leveza, com a doação incondicional e carinho que dá a todos”, disse Marcelo.

Com informações: G1

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS