As vezes passamos a vida pensando no que precisamos, em nossas metas e objetivos, mas raramente paramos para fazer algo tão simples quanto agradecer. Parece um gesto sem importância, mas não há nada mais reconfortante do que fazer um favor a alguém e sentir que essa pessoa é grata a nós, isso apenas nos preenche.

E o mais interessante é que não é algo que apenas os seres humanos são capazes de transmitir, existem animais que não precisam conversar para nos informar tudo o que sentem . Há quem critique a proximidade que se pode ter com eles, mas, como diz a famosa frase: “quanto mais conheço as pessoas, mais amo os animais”.

Queen Abi hugs are the best hugs 🤗 💖

Publicado por The Kangaroo Sanctuary Alice Springs em Quinta-feira, 31 de outubro de 2019

São seres muito mais sinceros do que estamos acostumados, como essa canguru de treze anos de idade, que não para de abraçar seus socorristas.

O animal foi encontrado há dois meses e responde ao nome de Abigail, mas é mais conhecido como ‘Rainha Abi’. Este belo ser vivo passa o dia abraçando as pessoas que cuidam dela no Santuário Canguru , localizado em Alice Springs (Austrália). Abigail perdeu a mãe quando ela tinha apenas alguns meses e os voluntários decidiram cuidar da pequena Abi.

Na Austrália, acredita-se ter uma super povoação de cangurus. É por isso que a venda de carne desse animal é admitida e a exportação de produtos relacionados à espécie representa US $ 29 milhões por ano e cerca de 4.000 empregos no país da Oceania.

No entanto, os recentes incêndios que foram desencadeados na área e afetam a flora e a fauna , certamente reduzirão o número de espécimes vivos, portanto será necessário verificar novamente a quantidade para evitar a extinção. Felizmente, também há um bom número de voluntários preservando a vida dos cangurus e todos os tipos de espécies:

Quando eles perdem a mãe (porque são muito familiares), a vida dos cangurus corre alto risco. É por isso que o trabalho deste refúgio é ainda mais aplaudível, que não apenas fornece a comida e os cuidados de que precisam, mas também o amor.

O fundador do santuário (sem fins lucrativos), Chris Brolga, ficou motivado a criar o refúgio quando soube que o centro de saúde mais próximo do deserto ficava a 1500 km. Seu espaço possui 188 acres de terra e oferece passeios aos visitantes.

Obrigado por lhes dar uma segunda chance!

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

RECOMENDAMOS