Em palavras simples, são submarinos cheios de água do mar, que removem o sal e, por cerca de um mês, esfriam a água através de turbinas. É assim que os blocos de gelo de 25 metros de largura, de formato hexagonal, estão prontos para montar um com o outro. É uma ideia brilhante.

Na luta contra o aquecimento global, outras arestas aparecem como o derretimento das geleiras e seus icebergs. Da Antártica, à Groenlândia. Para tentar subtrair esses efeitos, estamos constantemente trabalhando em invenções e idéias.

Nessa luta, os arquitetos indonésios projetaram uma fábrica de icebergs. Seria um tremendo avanço para o combate.

Dezeen

Em termos práticos, é uma máquina subaquática que tem a capacidade de criar “pequenos blocos de gelo”.

Congelaria a água do mar para a criação de novos icebergs, substituindo os que derretem, em um trabalho muito semelhante ao reflorestamento.

Através de um vídeo explicativo, Dezeen explicou a operação da invenção, chamada ” Re- development the Arctic “:

“O reflorestamento em áreas tropicais e subtropicais tem o mesmo papel que o congelamento de áreas polares. A elevação do nível do mar devido ao derretimento do gelo não deve ser respondida apenas com soluções defensivas, como o design de cidades flutuantes ou a construção de paredes gigantes, mas tudo deve ser evitado.

Soluções ofensivas são uma maneira de evitá-lo, especificamente congelando novamente a água do mar que derreteu. Em seguida, reconfigure novos campos de gelo para equilibrar o ecossistema polar”. 

Com o derretimento das calotas polares, várias áreas em volta do mundo seriam afetadas, como demonstra o gráfico, as cidades deemarcadas afundariam com o derretimento dos icebergs.

Se essa idéia for mesmo materializada, vai ajudar bastante na recuperação do planeta. Ideias como essa são dignas de aplausos.

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS