Por: Revista Saber Viver Mais

Nathalia Dill, atriz que interpreta a vilã Fabiana em “A Dona do Pedaço”, estava tentando viajar de avião, porém acabou sendo retirada da aeronave.

A atriz indignada e sem papas na língua, fez um desabafo nas redes sociais e exigiu uma solução para o problema. “Quero que todos saibam o que está acontecendo! Eu e mais 6 passageiros fomos retirados do voo por sobrecarga! Mas, como assim? Pagamos as passagens e não pudemos voar. Agora estamos aqui esperando uma solução que não chega nunca”, começou ela.

A atriz continuou o desabafo: “E ao lado do nosso grupo tem um casal que teve o voo cancelado sem aviso. Uma simples viagem virou um transtorno gigantesco! Esperamos um atendimento decente”.

Em alguns dos comentários, famosos relataram seus diversos problemas com a mesma companhia aérea. “Os voos estão indo vazios pra lá e pra cá e sem receber pessoas que querem adiantar voo por ‘sobrepeso’ e “balanceamento da aeronave”. O que que está havendo?!”, escreveu Lore Improta. “Amiga, passei por isso esse fim de semana. Muito absurdo!”, disse Alice Caymmi.

Entenda o caso

Overbooking é uma expressão em inglês que significa excesso de reservas, traduzindo a companhia vende mais passagens do que o número de assentos que realmente estão disponíveis na aeronave.

Essa prática é adotada pelas companhias aéreas por se tratar de um método que preenche possíveis desistências no voo.

O overbooking é ilegal no Brasil?

Embora a prática costume acontecer até com certa frequência, devido a vários motivos, o overbooking não é considerado legal e, caso ele ocorra, independente do motivo, quem deve responder é a empresa aérea. Todos os direitos do passageiro em casos de overbooking estão descritos na resolução 141, da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), de março de 2010. Caso as empresas não ajam de acordo com essa regulamentação, elas estão sujeitas à penalidades, inclusive a pagamentos de indenização para os passageiros lesados.

Via:Ana Maria

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS