Por Redação da Revista Saber Viver Mais

Na madrugada dessa quarta-feira, faleceu o jornalista e apresentador da Record TV, Paulo Henrique Amorim. Ele sofreu um infarto fulminante e não houve tempo para ser socorrido.

Segundo esposa o jornalista estava em casa, no Rio de Janeiro, após ter voltado de um jantar com amigos, quando passou teve um mal súbito e veio a óbito.

Legado

Paulo Henrique Amorim, deixa um legado para a comunicação brasileira, ele estava na Record TV desde 2002, porém antes passou por diversos meios de comunicação. Revistas, jornais e emissoras de televisão por todo o país.

O jornalista estreou no jornal A Noite em 1961, logo após foi trabalhar como correspondente internacional da revista Realidade em Nova York e posteriormente trabalhou também como correspondente da revista Veja.

Carreira na TV

O jornalista passou pela extinta TV Manchete e também pela TV Globo como correspondente internacional.

Em 1996, deixou a TV Globo e foi para o Grupo Bandeirantes, na emissora apresentou o Jornal da Band e o programa Fogo Cruzado. Logo após deixou a Band e foi para a TV Cultura.

Em 2003, começou a apresentar na Record TV o Jornal da Record segunda edição. Mas em 2004, Paulo Henrique Amorin, ajudou a criar um dos programas que seria um dos maiores sucessor da Record TV, a revista eletrônica Tudo a Ver.

Desde 2006 estava apresentando o programa Domingo Espetacular, onde com muito bom humor apresentava vários quadros, dentre eles o bichos curiosos se destaca por apresentar pet´s em atividades divertidas.

Olá tudo bem?

O jornalista ficou conhecido pelo bem humorado bordão: “olá, tudo bem?”.  Mas Paulo Henrique também era conhecido por não esconder seus posicionamentos políticos e deixa um legado para o jornalismo brasileiro.

Nascido em 22 de fevereiro de 1942, Paulo Henrique Amorim deixa a mulher e uma filha.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS